População precisa ficar atenta para eliminar os criadouros do Aedes

A ação consiste no recolhimento semanal de lixo c

A operação “Faxina nos Bairros” chegou à sua 15ª edição, visitando mais quatro regiões de Teresina para busca de possíveis focos do mosquito Aedes aegypti, causador da dengue, zika e chikungunya. A Fundação Municipal de Saúde (FMS) conclama a população para manterem os cuidados necessários para eliminação de todos os locais onde possam vir a serem criadouros de larvas do mosquito.

“Esses meses de abril, maio e começo de junho são cruciais para podermos manter nossa atenção ainda mais voltada para eliminação dos criadouros do Aedes. São meses de chuvas espaçadas, mas que não significa que o cuidado deva ser ignorado. Nossa atenção deve ser mantida durante todo o ano para evitarmos aumento no número de casos de doenças como a zika”, explicou Oriana Bezerra, gerente do Centro de Zoonoses da capital.

A ação consiste no recolhimento semanal de lixo com potencial de se tornar criadouro do Aedes aegypti. A população precisa ser parceira da atividade, colocando na calçada todo material que possa acumular água dentro das residências. Todo aquele lixo que a coleta domiciliar não recolhe. “A melhor forma de combater o mosquito é não deixar ele nascer. E a faxina nos bairros cumpre um papel significativo de engajamento popular para o combate desse ser", afirmou Francisco Pádua, , presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS).

Um total de 500 mudas de plantas nativas e frutíferas foi distribuído pela equipe de Arborização da Prefeitura de Teresina gratuitamente no bairro Santa Lia, durante a Faxina nos Bairros. “É uma oportunidade para as pessoas além de manterem suas casas livres do mosquito Aedes aegypti, contribuírem com a arborização da cidade”, falou Francisco Pádua.

Fonte: Com informações da Prefeitura de Teresina