Popular, falta higiene no Mercado da Piçarra; PMT promete melhora

No tradicional Mercado da Piçarra, de acordo com os moradores do entorno, a sujeira do mercado está sendo jogada nos esgotos das ruas.

Um mercado púbico onde são comercializados diversos tipos de produtos requer uma boa higienização. Isso não é novidade para todos os consumidores. Quando se pensa em comprar verduras, frutas, carnes, entre outros produtos, pensa-se em um local limpo. E não só um local limpo por dentro, mas também por fora, principalmente na entrada, que é sempre o cartão de visitas de um lugar assim.





Mas não é o que acontece com o tradicional Mercado da Piçarra, por onde transitam também muitas autoridades em busca das tradicionais comidas típicas da região. Lá, de acordo com os moradores do entorno, a sujeira decorrente da limpeza do mercado está sendo jogada nos esgotos das ruas. Um dos reclamantes é o morador, vizinho do mercado, Josimar Oliveira. Ele não entende o porquê da sujeira do mercado ser despejada nos esgotos da rua, se por lá, passa o Sanear.

?Nós estamos pagando mais caro, por conta do projeto Sanear, justamente para que as ruas fiquem limpas e o mercado continua despejando a sujeira nos esgotos das ruas?, observa ele, acrescentando que os restos de frutas, de peles de animais, estão provocando a maior fedentina e o problema existe há muito tempo. ?Me pergunto todo dia por que a sujeira do mercado não vai para os esgotos do Sanear . Nós pagamos impostos e somos obrigados a conviver com o mau cheiro provocado pela sujeira que desce pelos esgotos das ruas e não desce para o esgoto do Sanear?, indigna-se a comerciante, vizinha ao mercado, Ângela Sampaio.

A também comerciante do entorno do Mercado da Piçarra, Mila Costa, conta que os clientes reclamam muito do mau cheiro e que a cada dia está mais difícil conviver com a situação. ?Gostaríamos de uma solução para o problema.

Não aguentamos mais conviver com o mau cheiro e os restos de frutas, peles de peixes, de frangos, carnes, enfim, é uma situação que está ficando insuportável?, apela Mila Costa, acrescentando que, às vezes, tem perdido clientes, que não aguentam o mau cheiro e saem do estabelecimento comercial, às pressas, por conta do mau cheiro.

Prefeitura promete melhorias no mercado

A Prefeitura de Teresina, por meio da Superintendência de Desenvolvimento Urbano Sul - SDU/Sul, está realizando licitação para contratação de empresa para execução da obra de reforma do Mercado da Piçarra.

O projeto de melhorias da estrutura do mercado contempla a reforma dos banheiros inclusive com a construção de banheiros adaptados para pessoas com deficiência. Além disso, será construída a casa de lixo que vai permitir armazenar, de forma mais eficiente, os resíduos sólidos produzidos pelos permissionários do mercado. Outra melhoria será a recuperação das calhas do teto do mercado, com isso, solucionando de forma definitiva os problemas de infiltração que ocorre no período chuvoso.

Outro serviço que vai ser realizado na reforma será a pintura interna e externa do mercado, melhorando o aspecto visual do local que é bastante tradicional e frequentado. Segundo a gerente de obras da SDU/Sul, engenheira Márcia Muniz, os serviços que serão realizados no mercado são os mais urgentes e que são uma solicitação dos comerciantes do espaço. Segundo a gerente, serão investidos aproximadamente R$ 90 mil para a realização do serviço que trará melhores condições aos comerciantes e frequentadores daquele centro comercial.

Limpeza no estabelecimento é diária

A Prefeitura de Teresina coloca contêineres do lado de fora do Mercado da Piçarra para o depósito do material produzido pelas atividades dos permissionários. Diariamente, a empresa responsável pela coleta de lixo domiciliar faz o recolhimento desse material evitando o acúmulo e outros transtornos às atividades desenvolvidas no local.

Nos coletores é depositado material orgânico, como vísceras de animais, peles, carnes e restos de alimentos, que são materiais altamente perecíveis e que atraem animais como cães, gatos e urubus. Para agravar a situação, o material é colocado nos contêineres em sacolas plásticas de supermercado sem o devido acondicionamento, o que piora a situação.

Apesar de a coleta do lixo no mercado ser feita diariamente, os transtornos como mau cheiro e presença de animais são causados exatamente pelo não acondicionamento correto do lixo. É necessário que os comerciantes do mercado coloquem o lixo em sacos plásticos resistentes, adequados a este fim, fechá-los corretamente para que não exalem mau cheiro, não atraiam animais e sejam abertos por estes.

Águas devem ser despejadas nas sarjetas

A água resultante da limpeza dos boxes e da estrutura do Mercado devem ser despejadas mesmo é na sarjeta, assim como acontece nas residências, já que a rede de esgoto naquela região (rede do Sanear) ainda não foi ligada.

O Mercado da Piçarra conta com o sistema de ?fossa? e de ?fossa sumidouro?. O primeiro é utilizado para despejo das ?águas servidas? dos banheiros do Mercado e para o ?sumidouro? vão as ?águas servidas? das lanchonetes.

Depois que for feita a ligação (quando estiver funcionando) a rede de esgoto no bairro, a SDU/Sul vai interligar o sistema de esgotamento do Mercado para a rede, acabando com o problema reclamado pela população, por conta do escorrimento da água pela sarjeta.

Fonte: Lindalva Miranda, Jornal Meio Norte