Poupar moedas em cofrinhos nunca saiu de moda

Estudantes e professores que não trocam a facilidade de guardar suas economias em casa, e de quebra, conseguir usá-lo para o consumo próprio ou para família

CONFIRA A REPORTAGEM COMPLETA NA EDIÇÃO DESTA QUARTA-FEIRA (26) DO JORNAL MEIO NORTE

Guardar dinheiro em cofre não é só coisa de criança, muitos adultos usam desse método para juntar suas economias e assim comprar o produto que almejam. São estudantes e professores que não trocam a facilidade de guardar suas economias em casa, e de quebra, conseguir usá-lo para o consumo próprio ou para família.

Seja de barro, alumínio ou gesso, grande e pequeno, todos os modelos são lembrados no momento de juntar dinheiro para usar posteriormente. A universitária Renayra de Sá, começou a juntar para outro objetivo. “Pra mim é melhor, pois não gosto de moedas e queria gastar logo com bobagem. Só que ao invés disso, comecei a guardar e ano passado juntei 879 reais, pois comecei a levar a sério e a trocar moedas em notas de papel.” ressalta.

O mesmo acontece com o professor Daniel Rios, que tinha uma finalidade para o dinheiro. “Comecei a juntar para comprar equipamentos para meu carro, mas terminei comprando sem usar o do cofre, quando comecei a gastar aos poucos. No momento que estava na metade, parei de gastar e juntei de novo. Nisso foram mais de 200 reais.” Conta.

Repórter: Daniely Viana

Clique e curta o Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: Daniely Viana