Prefeito diz que Semana Santa vai reunir 30 mil pessoas em Oeiras

O prefeito concedeu uma entrevista ao meionorte.com

Na manhã desta terça-feira (14/03), o prefeito do município de Oeiras, José Raimundo de Sá Lopes (PP), concedeu uma entrevista ao meionorte.com onde falou sobre a mudança na economia da cidade com a inauguração do novo mercado público, a expectativa para a Semana Santa e o grande desafio da sua gestão que é a municipalização do abastecimento de água da cidade.

Segundo o gestor, todo o processo de implantação do mercado custou em torno de R$ 8 milhões. “O mercado municipal de Oeiras há 8 dias recebeu seus permissionários, um processo de construção que levou 8 anos. É com muita satisfação que eu tenho essa felicidade como prefeito de fazer a acomodação de todas essas pessoas em 511 espaços em várias atividades desenvolvidas dentro dele. Esse deslocamento das pessoas que trabalhavam em torno do mercado antigo para o mercado novo aconteceu dentro de um processo de seleção, de capacitação, um processo que fez com que todos hoje estejam ocupando seus devidos espaços com a maior satisfação e acomodação”, declarou.

Sobre as atividades do mercado no município, o prefeito destacou. “São inúmeras como açougue, peixaria, frutas e verduras, cereais, lanchonetes, restaurantes, envolve todas as atividades econômicas que trabalham em torno de um mercado público. Além do mais abrangendo outras atividades como a parte de barbearia, procuramos colocar uma estrutura que uma cidade tem dentro de apenas um lugar. Hoje a gente sente que todos eles estão com a satisfação enorme de estar ocupando aquele espaço. São 4 hectares de estrutura que existe uma administração que dispõe de muita segurança já que tem horário de funcionamento - de segunda a domingo aberto ao público -, são espaços confortáveis não só para quem está com sua atividade de renda como quem vai para adquirir seus produtos”, disse.

Prefeito do município de Oeiras, José Raimundo de Sá Lopes  (Crédito: José Alves Filho)
Prefeito do município de Oeiras, José Raimundo de Sá Lopes (Crédito: José Alves Filho)

“A estrutura lá hoje é disposta para todas as cidades que compõem o Vale do Canindé. É um ponto de encontro, visitação e mais que comercialização, veio para aglomerar todas as atividades.  Ainda tem espaço para se colocar dentro do mercado, o que estamos pensando em implantar uma pequena Ceasa, um espaço de comercialização de cidade para cidade. O mercado iniciou sua construção no segundo mandato do governador Wellington Dias, passou pelo governo Wilson Martins e terminou agora na gestão do Wellington Dias. Há oito dias entregamos toda essa estrutura aos permissionários que está funcionando plenamente. As pessoas consideram o mercado como o shopping da cidade”, afirmou.

De acordo com José Raimundo, a estrutura do prédio do mercado antigo da cidade está passando por uma restruturação. “Está sendo realizado uma limpeza, vamos fazer uma readequação no que diz respeito a iluminação, recuperação de piso. Vamos transformar em um centro cultural, um local de eventos, vamos dar vida a uma praça enorme com outras atividades”, declarou o prefeito.

Novo mercado da cidade (Crédito: Reprodução)
Novo mercado da cidade (Crédito: Reprodução)
Mercado antigo passa por reestruturação (Crédito: Reprodução)
Mercado antigo passa por reestruturação (Crédito: Reprodução)

Semana Santa em Oeiras: expectativa de 20 a 30 mil pessoas

O prefeito afirmou ainda que os religiosos da cidade estão bastante ansiosos com a chegada do novo bispo. “A semana santa em Oeiras é um ponto fulminante no estado do Piauí, por tudo isso Oeiras está sendo felicitada com a chegada do novo bispo Dom Edilson Nobre, que dia 1º de abril estará sendo recebido na nossa cidade. Ele está vindo do Rio Grande do Norte para assumir a paróquia. Para nós que estamos iniciando a Semana Santa é algo bem gratificante para o nosso povo, que exige na sua religiosidade algo bem marcante e profundo”, disse.

“A cidade recebe muito bem no período de Semana Santa seus filhos que procuram esse períodos para fazer suas preces, descansar, rever seus amigos, a cidade é um local bem aprazível para receber seus visitantes com um atrativo mais intenso. Nós temos algo bem definido. Começa uma semana antes com a ‘Semana de Passos’,  que é a semana que a gente coloca que existe a religiosidade mais arraigada onde todos os católicos que compõem a grande região se deslocam para o município. É algo calculável em torno de 20 a 30 mil pessoas que lá vem expressar sua religiosidade, é algo bem marcante e bem forte. Tem a tradicional quinta-feira com Procissão do Fogaréu e na sexta a Paixão de Cristo”, detalhou o gestor sobre a programação na cidade.

Prefeito quer municipalização do sistema de abastecimento de água

Segundo José Raimundo de Sá, o sistema de abastecimento de água na cidade atualmente é precário e prejudica a população. “Ontem demos entrada no projeto de municipalização do sistema de abastecimento de água de Oeiras que vem a ser a criação da SAAI (Sistema Autônomo de Abastecimento de Água), que é o grande projeto da nossa gestão, onde vem a ser a municipalização do sistema de água e esgoto. Esse sistema hoje hoje é feito de maneira precária pela Agespisa, o município de Oeiras há 20 anos não renova com a Agespisa, por conta disso a população hoje está prejudicada no que diz respeito ao abastecimento de água, ao sistema de esgotamento sanitário. Oeiras tem 85% de rede de esgoto, é a cidade do Piauí que tem maior cobertura de esgotamento sanitário e por conta dessa não renovação de concessão a Agespisa não pode avançar no sentido de levar água de qualidade à população. Por conta disso, nós vamos nos dar este desafio como gestor municipal para que possamos avançar no sentido de dar boas condições ao munícipe”, finalizou.

Mercado antigo passa por reestruturação (Crédito: Reprodução)
Mercado antigo passa por reestruturação (Crédito: Reprodução)
Novo mercado de Oeiras (Crédito: Reprodução)
Novo mercado de Oeiras (Crédito: Reprodução)
Novo mercado de Oeiras (Crédito: Reprodução)
Novo mercado de Oeiras (Crédito: Reprodução)
Novo mercado de Oeiras (Crédito: Reprodução)
Novo mercado de Oeiras (Crédito: Reprodução)
Fonte: Mayara Dias