Prefeito se reúne com lideranças comunitárias para combate ao Aedes

O Exército Brasileiro também está contribuindo nesta luta.

O prefeito Firmino Filho tem se reunido com lideranças comunitárias da capital para pedir apoio no combate ao Aedes aegypti, mosquito transmissor de doenças como a dengue, zika e chikungunya. Nesta quinta-feira, 03 de março, o chefe do executivo municipal estará na Obra Kolping, no bairro Dirceu II, às 19h, para socializar junto aos presidentes de associações de moradores e lideranças comunitárias da zona Sudeste informações sobre o Plano de Ação de combate ao vetor.

 “O combate ao Aedes aegypti é uma ação que deve ser incorporada ao nosso dia a dia e uma de suas principais armas é a educação. Para garantir que esta informação chegue a todos, estamos nos reunindo com os líderes comunitários, que são pessoas que têm influência entre os moradores de cada bairro e podem se tornar multiplicadores em suas comunidades, de forma que possamos manter nossa cidade limpa, saudável e livre do Aedes aegypti, um mosquito que tem causado grandes danos à nossa saúde”, afirma o prefeito Firmino Filho.

Durante a reunião de quinta será feita uma abordagem sobre o mosquito Aedes aegypti, esclarecimentos sobre dengue, zika, chikungunya, e o plano de ação de combate ao problema. “Estamos pedindo a colaboração para que a nossa mensagem chegue a todas as pessoas e para mantermos não só nossas residências limpas, como também os espaços públicos e coletivos. O poder público está desenvolvendo muitas ações para evitar a proliferação do mosquito, mas é preciso que exista o contato direto dos órgãos públicos com esses multiplicadores para garantir o sucesso desse trabalho”, destaca Francisco Pádua, presidente da Fundação Municipal de Saúde.


A Prefeitura de Teresina tem intensificado suas atividades de combate ao mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya. Todos os sábados é  realizada a Faxina nos Bairros, para diminuir os focos nas residências. Em nove operações da Faxina já foram recolhidas mais de 1.800 toneladas de lixo. Além disso, o Exército Brasileiro está contribuindo nesta luta, por meio do trabalho em parceria com os agentes de endemias nas vistorias domiciliares.


Além do Faxina nos Bairros, de ações como o decreto que permite a entrada forçada em imóveis abandonados, várias outras atividades estão sendo organizadas pela Prefeitura, por meio da Fundação Municipal de Saúde, para eliminar os focos do Aedes aegypti, como panfletagens, ações educativas e intensificação das visitas de agentes de endemias às casas. A população também pode colaborar, através do Disque Dengue (0800 286 0007) e pelo aplicativo Colab.

Fonte: Com informações da Assessoria