Prefeitos pagaram bandas com dinheiro emergencial

O TCE quer fiscalizar a aplicação dos recursos e para quais fins foram ou estão sendo usados.

O Tribunal de Contas do Estado está atento. No Piauí, 106 prefeitos decretaram 118 estados de emergência, alguns com dois decretos e até com três. Como em Alegrete do Piauí: um é administrativo, outro pela seca e o último pela enxurrada.

O TCE quer fiscalizar a aplicação dos recursos e para quais fins foram ou estão sendo usados. Apesar das sérias dificuldades, existem suspeitas de que em alguns casos o dinheiro que deveria ser para emergência serviu para outras finalidades como o pagamento de bandas para o carnaval.

Quase todas as cidades onde teve carnaval estão incluídas na lista de emergência. Um grupo de trabalho está formado no TCE para investigar cada caso.

O conselheiro substituto, Jackson Veras, garante que onde for comprovado que o dinheiro foi mal aplicado o decreto poderá ser definitivamente ser suspenso.

Fonte: Rede Meio Norte