Prefeitura implanta projetos de acessibilidade em espaços públicos

O projeto deve ser executado para provocar intervenções nas áreas.

Visando facilitar a passagem dos pedestres no entorno das Estações de Transbordo, a Prefeitura Municipal de Teresina deu início à elaboração do projeto de acessibilidade aos espaços públicos urbanos da capital. A área de intervenção abrange a zona central da cidade, formada pelo quadrante da Avenida Maranhão e das ruas Areolino de Abreu, Pires de Castro e Olavo Bilac.


Image title

A execução do Plano Diretor de Transportes e Mobilidade Urbana de Teresina definiu a implantação de quatro Estações de Transbordo localizadas nas Praças João Luís Ferreira, Saraiva, Marechal Deodoro (Praça da Bandeira) e Demóstenes Avelino, as quais serão pontos de deslocamentos de grande quantidade de pessoas. Por conta disso, o projeto deve ser executado para provocar intervenções na área a fim de melhorar a acessibilidade dos teresinenses.

Segundo Márcia Muniz, engenheira civil da Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação (SEMPLAN), o projeto ainda deve facilitar a acessibilidade ao transporte público por pedestres, bem como definir uma rota acessível para as áreas públicas e privadas.

“Também haverá um maior estímulo ao uso dos transportes coletivos urbanos, de modo que teremos ganhos socioeconômicos com o aumento da acessibilidade de potenciais usuários. Além do mais, esse é um plano com benefícios de inclusão quanto à educação, à qualidade profissional e ao mercado de trabalho”, observa Márcia Muniz.

A elaboração do projeto contempla, além dos estudos de engenharia e arquitetura, o diálogo com membros do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência (CONADE – TE) e outras entidades. O prazo para a elaboração do projeto é de sete meses.

Fonte: Assessoria