Prefeitura "suja" nome de servidores que pediram empréstimos

Ela descontava o dinheiro de empréstimos consignados e não repassava aos bancos

Uma prefeitura do interior de Sergipe roubou os próprios servidores. Ela descontava o dinheiro de empréstimos consignados e não repassava aos bancos.

Em Santana do São Francisco, os servidores públicos tomaram um susto. Quem tem empréstimo consignado com a prefeitura está sendo cobrado por um valor já pago .

?Está tudo no contracheque. Não tem como se enganar?, diz o servidor Rosevaldo Jacinto Souza.

Todos os meses o empréstimo era descontado no contracheque, mas a prefeitura não repassava o valor aos bancos.

Em todos os casos a mesma situação. São quase 100 servidores que tinham certeza do cumprimento do repasse, não imaginavam o tamanho do prejuízo provocado pela prefeitura.

A descoberta veio quando as cartas de cobrança dos bancos começaram a chegar. O prefeito diz que quando assumiu já encontrou o problema, que piorou com as dívidas deixadas pela gestão anterior. ?Encontramos débitos de quatro, cinco meses da prefeitura com associação de bancos?, afirmou o prefeito Ricardo Roriz.

Os servidores entraram na Justiça. ?Nós estamos encaminhando as ações no sentido de reparar danos materiais, eventuais cobranças de juros e correção decorrente do atraso e o dano moral?, disse o advogado Max Cardoso Santana Dória.

Enquanto a prefeitura não acerta as contas, dona Isabel diminui ainda mais a lista do supermercado. ?Compra o que se dar para compra. Infelizmente estou suja?, diz a mulher.

Fonte: g1, www.g1.com.br