Prêmio Piauí Inclusão Social 2013: Projeto muda a vida de adolescentes em Pedro II

Prêmio Piauí Inclusão Social 2013: Projeto muda a vida de adolescentes em Pedro II

Na cidade de Pedro II o programa Projovem tem atuado como incentivador de dezenas de adolescentes que viviam em situação de risco

Fortalecer a convivência familiar e comunitária, proporcionar uma participação cidadã e preparar o adolescente para os desafios do mercado de trabalho estão entre os objetivos do programa Projovem Adolescente, do Governo Federal, que atua em todo o país em parceria com os municípios, modificando a vida de milhares de adolescentes de 15 a 17 anos, que hoje tem uma perspectiva de um futuro melhor.

Mais de trezentos adolescentes da cidade de Pedro II, distante 195 km de Teresina, já foram ou estão sendo transformadas. Os adolescentes que antes estavam em situação de risco pessoal e social, têm hoje oportunidades socioeducativas, que criam condições de inserção e permanência do jovem no sistema educacional.

Conforme explica a secretária de Assistência Social de Pedro II, Maria de Lourdes Alves, quando o aluno começa a participar do programa os pais notam a mudança no comportamento logo no inicio.

?Os pais estão felizes com o resultado e dizem que os filhos estão mais calmos, mais comunicativos, e tudo isso é muito gratificante para os coordenadores e orientadores, pois saber que os alunos que eram envolvidos com drogas saíram deste mundo graças ao projeto nos deixa muito otimistas?, afirmou.

São realizadas oficinas de leitura e teatro, que auxiliam no envolvimento do aluno com o projeto, tornando-o capaz de lutar pelos seus objetivos. ?Os alunos chegam tímidos e saem confiantes para enfrentar as dificuldade diárias.

Atualmente temos dezesseis turmas, que chamamos de coletivos funcionando de segunda a quinta. Os pais estão mais tranquilos, pois como os alunos estão empolgados, isso acaba refletindo até no desempenho escolar?, disse.

O orientador social do projeto Antônio Joaquim, explica que a cultura tem o poder de modificar vidas, pois com oficinas de leitura e teatro os alunos adquirem conhecimento e se tornam mais desinibidos. ?A nossa oficina de leitura é feita em conjunto com a de teatro. Eles leem e encenam grandes clássicos. O interessante é que os alunos procuram trazer a história para a realidade deles, Romeu e Julieta, por exemplo, teve um final feliz na peça deles?, comentou.

Inclusão digital modifica vidas de adolescentes

Com os avanços tecnológicos, conhecer informática é fundamental para ter oportunidade no mercado de trabalho. Porém, muitos adolescentes que moram em Pedro II desconhecem o mundo digital e não tem condições financeiras de fazer um curso de informática. Para mudar essa realidade, o Projovem Adolescente de Pedro II implantou a Escola de Inclusão Digital.

Com um curso totalmente prático, os jovens contam com doze computadores, responsáveis por inserir a informática no cotidiano dos adolescentes. Segundo o coordenador Luís Gonzaga, o curso é dividido em módulos e o aluno aprende o básico da informática.

?A Escola vem somar com as atividades desenvolvidas pelas oficinas. O aluno sai preparado para todos os desafios que pode enfrentar no mercado de trabalho, até porque o curso é 100% prático e realizamos atividades todos os dias?, explicou.

Luís Gonzaga conta ainda que a escola funciona os três turnos, proporcionando beneficiar um número maior de alunos. ?O curso tem duração de quatro meses e depois renovamos a turma. Muitos dos alunos que passaram pelo curso já estão trabalhando em secretarias de Pedro II?, disse.

Palestras que modificam vidas

Além das oficinas, o Projovem Adolescente também realiza palestras com temas abordando drogas, sexualidade, relação familiar. Todos os meses é realizado uma roda de conversa entre os coordenadores e alunos para tratar destes assuntos. O aluno Edson Peres, de 17 anos, afirma que a conscientização é fundamental para modificar a vida dos jovens, que muitas vezes se envolvem no mundo das drogas, por não conhecer os riscos da dependência.

?Acredito que este é o papel crucial do Projovem nas nossas vidas, conscientizar. Através das palestras conseguimos entender porque é importante não aceitar quando alguém nos oferece droga, que temos que nos prevenir durante a relação sexual para evitar doenças e buscar sempre a harmonia familiar, e tudo isso é responsável por nos tornar cidadãos conscientes e comprometido com o nosso futuro?, disse Edson Peres.

O desempenho escolar de muitos alunos melhorou depois que passaram a participar do programa.O aluno Jan Lucas é um dos exemplos, ele conta que depois que iniciou as oficinas, entendeu a importância da educação na sua vida.

?Entrei no Projovem no começo do ano e graças as oficinas, já sei interpretar e atuar, além de levar a escola mais a sério?, disse.

Vencer a timidez foi um dos motivos que levaram o jovem Denilson Santos a procurar a secretaria de Assistência Social de Pedro II e se inscrever no Projovem Adolescente, contando com total apoio da família, ele hoje recebe todos os benefícios do projeto.

?A professora foi até a minha casa e explicou como funcionava, os benefícios e como iria modificar meu desempenho na escola. Minha mãe aceitou que eu participasse e eu também notei que seria importante, até porque sou muito tímido e acredito que com a oficina de teatro, vou conseguir vencer a minha timidez?.

Incluindo vidas através da arte, dança e cultura, o programa permite que os jovens voltem a sonhar com um futuro melhor, que sintam vontade de mudar a realidade em que estão inseridos e mostra que há um melhor caminho a seguir e o primeiro passo para uma carreira de sucesso tem que ser a educação.

João Paulo sonha em ser web designer


Prêmio Piauí Inclusão Social 2013: Projeto muda a vida de jovens em Pedro II

Acessar a internet e os inúmeros softwares dos computadores é uma realidade comum para parte da população, mas infelizmente a exclusão digital no Brasil ainda é muito grande. Segundo um levantamento realizado pelo Comitê Gestor de Internet no Brasil, 84 milhões de brasileiros nunca usaram o computador, João Paulo fazia parte desta estatística até participar do Projovem Adolescente. Aluno do 7° ano, o jovem de 15 anos viu sua realidade mudar quando iniciou o curso de informática na Escola de Inclusão Digital. ?Quando soube do programa decidi procurar a Secretaria de Assistência Social para participar, me interessei pelas oficinas de capoeira, dança, leitura e principalmente de informática, pois sabia que era uma oportunidade única para aprender aprender a mexer no computador?, afirmou.

O adolescente conta ainda que conhece tudo sobre informática e que se encantou pela criação de desenhos. O primeiro programa que abre quando chega na escola é o ?Paint?, permitindo que ele desenvolva algumas técnicas, já que no futuro pretende se tornar um designer gráfico. ?Gosto muito de criar e pretendo no futuro fazer algum curso para me aperfeiçoar. Sou o filho mais novo e meus pais estão superfelizes porque participo do programa e estou aprendendo muito aqui?, contou.

Paula e Mylena e o talento para arte

Através do teatro é possível viajar o mundo, contar histórias, alegrar ou emocionar as pessoas. Quem encena não conhece timidez e nem tem medo de ousar, características importantes no mundo globalizado, onde a comunicação aliada a qualificação profissional garante uma carreira profissional consolidada.

Paula Sepúlveda, de 17 anos, sabe a importância destas características e reconhece no programa uma oportunidade de adquirir conhecimento. ?Quando iniciei não tive coragem de apresentar uma peça, então passei um bom tempo só organizando as gincanas e assistindo palestras, mas notei a importância de vencer a timidez, pois quem é tímido não consegue ter êxito na vida?.


Prêmio Piauí Inclusão Social 2013: Projeto muda a vida de jovens em Pedro II

A jovem de 15 anos Mylena Oliveira é uma das adolescentes que venceram a timidez através do Projovem Adolescente. Há um ano no projeto, já fez oficinas de teatro, leitura, dança e informática, e sonha em ser bailarina.

?Eu já aprendi tantas coisas boas, mas a melhor parte foi vencer a minha timidez, pois hoje sou mais comunicativa e não tenho medo de me aproximar das pessoas, de encenar e isso tudo é muito importante, pois pretendo ser bailarina no futuro e timidez não combina?, disse.

Alegria em dose dupla

Se já ter um filho envolvido no Projovem Adolescente é motivo de felicidade, para a dona Francisca Pereira a alegria veio em dobro. Com os filhos Cosme e Damião participando das oficinas, a mãe conta que o programa mudou a vida da família. Segundo ela, os filhos estão mais comprometidos com o futuro e reconhecem a importância do conhecimento cultura para conquistar uma vaga no mercado de trabalho.

?Meus filhos já estão há três meses no programa, e se antes já eram bons filhos, hoje estão melhores. Hoje eles estão mais desenrolados, pois como moramos no povoado Felipe, localizado há dez quilômetros de Pedro II, os dois eram muito tímidos, mas agora estão super comunicativos e isso me deixa muito feliz?, disse.

Dona Francisca afirma que o filho Cosme atrasou na escola, mas depois do programa está mais dedicado e reconhece que só a educação pode proporcionar um futuro melhor. ?O Damião já está fazendo um curso técnico de administração e sempre incentiva o irmão a estudar. Eu sempre acreditei nos meus filhos e sei que quando eles saírem do Projovem Adolescente terão garra e conhecimento suficiente para começar a trabalhar?, concluiu.

Fonte: Gisele Alves