Presa por relação com menina de 14 anos, jovem mobiliza a web

Presa por relação com menina de 14 anos, jovem mobiliza a web

A jovem do condado de Indian River, na Flórida, responde a duas acusações

Mais de 107.000 pessoas já assinaram uma petição online, para reivindicar que a Justiça americana suspenda as acusações contra a jovem Kaitlyn Hunt. A garota de 18 anos pode ser condenada a até 15 anos de prisão, segundo o jornal The Miami Herald , por se relacionar com uma menina de 14 anos, do time de basquete da escola.

A jovem do condado de Indian River, na Flórida, responde a duas acusações, por comportamento lascivo com uma criança entre 12 e 16 anos. Se condenada, ela poderia passar até 15 anos em liberdade condicional e ser registrada na polícia como criminosa sexual.

As duas meninas começaram a namorar no ano passado, quando Kaitlyn ainda tinha 17 anos. As duas fizeram sexo - consensual, ressalta o pai de Kaitlyn - algum tempo depois, no banheiro da escola, quando ela já tinha completado 18 anos. O relacionamento continuou até fevereiro deste ano.

- É ultrajante que uma lei destinada a impedir que adultos abusem de crianças seja usada para destruiu a vida de uma colegial - disse Nadine Smith, diretora do Equality Florida, um dos maiores grupos de luta pelos direitos gays da Flórida. - Elas são colegas de classe, de time - frisou.

A mãe de Kaitlyn contou que a polícia apareceu na casa da família em fevereiro deste ano, perguntando pela menina.

- Ela não estava em casa no momento - disse Kelley Hunt Smith. - Eles se recusaram a contar qualquer coisa ao meu marido. Eles disseram que não era nada demais, só uma coisa que havia acontecido na escola.

Assim que Kaitlyn chegou em casa, foi algemada e levada pelos policiais.

- Eu chorei, meu marido surtou e minha outra filha começou a chorar histericamente - relembrou a mãe. - Ela está morta de medo e confiando nos pais. Fizemos tudo que podemos para protegê-la. Estamos fazendo o nosso melhor.

Para tentar salvar a filha, os pais de Kaitlyn lançaram a petição online. O pai, Steven, defende que a filha não pode pagar na cadeia por ter namorado uma menina mais jovem. ?MInha filha Kaitlyn é uma pessoa maravilhosa de 18 anos que não é culpada de nada além de ter um romance de escola, mas está sendo processada por ter uma namorada de 15 anos (idade atual da adolescente)?, escreveu o pai.

Steven contou que os pais da namorada de Kaitlyn denunciaram a menina porque são contra relações entre pessoas do mesmo sexo. ?Eles culparam Kaitlyn pela homossexualidade da filha?.

O pais de Kaitlyn receberam ainda o apoio de amigos, que criaram uma página para ela no Facebook, chamada Free Kate. Mais de 32.000 pessoas já prestaram apoio à menina na rede social.

Há um mês, o promotor local enviou uma proposta para a família. Kaitlyn se declararia culpada de abuso infantil e poderia ser condenada a até cinco anos de prisão, mas não teria qualquer registro na Justiça como agressora sexual. Ela tem até sexta-feira para dar a resposta.

Fonte: Extra