Presidente Dilma Rousseff lamenta mortes causadas por terremoto no Nepal

Presidente ressaltou, em comunicado, que a Embaixada está tomando todas as providências em apoio aos cidadãos brasileiros no país asiático

A presidenta Dilma Rousseff lamentou as mortes causadas por um terremoto de magnitude 7,8 na escala de Richter que atingiu o Nepal, neste sábado. O tremor atingiu também os países vizinhos China e Índia.

De acordo com fontes locais, 2.152 pessoas morreram no Nepal, 57 na Índia, 17 na China e uma no Bangladesh, além de milhares de feridos, desaparecidos e desabrigados.

Em nota divulgada ontem à noite, a presidenta lamentou o ocorrido e expressou solidariedade aos países atingidos. "Expresso meu grande pesar pelo terremoto que atingiu o Nepal, Índia e China na manhã deste sábado e que provocou a perda de tantas vidas. Declaro minha solidariedade aos povos desses países e, em especial, aos brasileiros que estão na região e aos seus familiares", diz a nota.
Nepal: resgate continua e cremação de corpos é feita na rua

Dilma Rousseff ressaltou na declaração que "a Embaixada do Brasil em Catmandu está tomando todas as providências em apoio aos cidadãos brasileiros que estão no Nepal".

Sobre o terremoto


O terremoto de magnitude 7,8 que atingiu o Nepal neste sábado provocou mais de duas mil mortes e muitos danos materiais, causando também uma avalanche que soterrou um acampamento de alpinistas no Everest. O tremor, que teve seu epicentro a cerca de 80 quilômetros de Catmandu, ocorreu por volta do meio-dia local (03h11 de Brasília) e durou entre 30 segundos e dois minutos.


Na capital nepalesa o terremoto derrubou edifícios, especialmente os antigos, incluídos templos e monumentos. A torre Dharahara, uma importante atração turística, se transformou em escombros.

Os efeitos do terremoto chegaram até as montanhas do Himalaia e também na Índia e na China, onde provocaram a queda de edifícios e a morte de dezenas de pessoas, de acordo com autoridades locais. Foram registradas pelo menos 16 réplicas entre 4,2 e 6,6 graus.
Maior terremoto em 81 anos no Nepal mata




















Fonte: Terra