Presos brasileiros no Paraguai por suspeita de matar três irmãos

Após encontrar os corpos, a polícia suspeitou que o crime havia sido cometido pelos brasileiros donos da propriedade em que os jovens foram pescar.

Três brasileiros da mesma família foram presos na terça-feira (1º) em San Cristóbal, a 130 km de Cidade do Leste, no Paraguai, suspeitos da morte de três irmãos paraguaios que estavam desaparecidos desde domingo (29). De acordo com a Polícia Nacional do Paraguai, as vítimas, de 19, 21 e 25 anos, saíram para pescar, entraram em uma propriedade que pertence a família brasileira e foram mortos.

Os corpos foram encontrados por volta da 13h de terça, flutuando em um rio no distrito de San Cristóbal, a 124km de Cidade do Leste, fora da propriedade dos brasileiros.

Os irmãos moravam juntos com os pais na Colonia 3 de Mayo, no distrito de San Cristóbal. A mãe deles procurou a polícia na segunda-feira (30), para informar o desaparecimento dos filhos. Eles saíram de casa na tarde de domingo (29) em duas motocicletas para ir pescar e não voltaram.

Após encontrar os corpos, a polícia suspeitou que o crime havia sido cometido pelos brasileiros donos da propriedade em que os jovens foram pescar. Com autorização de um juiz, policiais vistoriaram a casa da família e encontraram uma espingarda e outras três armas de ar comprimido. As duas motos também foram localizadas no local.

O filho do dono da área rural, de 35 anos, já é condenado pela Justiça paraguaia a 23 anos de prisão por um homicídio. A pena foi reduzida para dez anos de prisão e ele cumpria parte da pena em liberdade.

Os brasileiro de 35 anos, o pai dele, de 53, e o tio, de 59, estão presos em Santa Rita, no Paraguai, a cerca de 80 km de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná. A polícia paraguaia informou, na manhã desta quarta-feira (2), que nenhum advogado ainda se apresentou para defender os brasileiros.

Fonte: G1