Prestes a se casar,noivos mortos em Orlando serão enterrados juntos

A família informou que eles serão enterrados juntos

Entre as 49 vítimas fatais do atentado ocorrido na madrugada deste domingo (12) na boate LGBT Pulse, em Orlando (EUA), estavam Juan Ramon Guerrero, de 22 anos, e seu namorado, Christopher Leinonen, de 32. Os dois, que estavam juntos há pouco mais de dois anos, moravam sob o mesmo teto e pretendiam se casar. A família informou que eles serão enterrados juntos.

“Não ligo para o que as pessoas pensam. Acho que meu filho gostaria que fizéssemos isso”, desabafou o pai de Juan, que carrega o mesmo nome que o filho.

Image title

“Eles eram completamente apaixonados um pelo outro. Eram almas gêmeas. Você podia dizer pela forma que um olhava para o outro. É um pouco reconfortante o fato dos dois terem morrido juntos”, comentou também à revista Aryam Guerrero, irmã de Juan, que havia encerrado seu primeiro ano na Universidade Central da Flórida, onde cursava Economia.

Durante o ataque, um amigo do casal teria visto o corpo de Juan ser carregado em uma maca. Já Christopher, num primeiro momento, teria “desaparecido”, de acordo com o pai de Juan. A morte de Christopher foi confirmada na tarde de domingo. Sua mãe, a princípio, não concedeu entrevistas, mas o pai de Juan afirma que a ideia de sepultar o casal em uma cerimônia só partiu dela.

Juan estava perto de completar 23 anos. À “Time”, seu pai afirmou que a família vai comemorar seu aniversário normalmente: “Minha mulher vai cozinhar o que ele mais gostava de comer. Ele era um menino lindo, trabalhador, amigo, um doce de pessoa. Perdi parte da minha vida”.

Fonte: Com informações da UOL