Prevenção contra dengue deve ser redobrada com as chuvas

Nas 13 primeiras semanas, foram constatados 198 casos de dengue, sendo dois casos de dengue hemorrágica.

As chuvas que atingem Teresina neste período do ano podem trazer sérios danos à saúde da população se não houver a preocupação dos moradores em eliminar potenciais criadouros do mosquito Aedes Aegypti. O alerta é da Fundação Municipal de Saúde (FMS) da Prefeitura de Teresina, que chama a atenção dos teresinenses no sentido de redobrar o trabalho de prevenção contra a dengue.

De acordo com último boletim divulgado pela FMS, por meio da Gerência de Epidemiologia, foram registrados, nas 13 primeiras semanas epidemiológicas deste ano, 198 casos de dengue, sendo dois casos de dengue hemorrágica. ?É evidente que, em relação ao ano passado, tivemos uma queda acentuada, pois neste mesmo período de 2009 foram confirmados 589 casos, mas as chuvas em 2010 estão um pouco atrasadas e é justamente com essa intensidade chuvosa que os ovos do mosquito eclodem, por isso providências devem ser tomadas?, sinaliza a coordenadora de Ações Assistenciais da FMS, Amariles Borba.

Medidas - O que a população pode fazer, ensina a coordenadora, é acondicionar no lixo, latas, garrafas, potes e outros objetos sem uso que possam acumular água. O material recolhido nunca deve ser deixado em quintais nem jogado em terrenos baldios. Tampinhas de garrafas, cascas de ovos, embalagens plásticas, copos descartáveis ou qualquer outro objeto sem uso, por menor que seja e que possa acumular água, devem ser colocados em saco plástico, e este, fechado, à disposição da coleta do lixo. Vasilhas utilizadas como bebedouros para os animais, incluindo aves, devem ser lavadas com buchas pelo menos duas vezes por dia, e as bombas de água das piscinas devem estar sempre em manutenção para eliminar vazamento.

Outras medidas são: os pneus fora de uso devem ser mantidos secos e em local coberto, protegidos de chuva. Manter bem fechados latões, poços, cisternas, caixas-d?água e outros depósitos de água para consumo, impedindo a entrada de mosquitos. Não cultivar plantas em jarros com água; plantá-las sempre em vasos com terra. Colocar areia nos pratos dos vasos de plantas. Evitar o cultivo de bromélias e outras plantas parecidas. As calhas e as lajes devem ser mantidas limpas. Lavar com bucha e manter limpos os reservatórios de água externos de geladeira, as bandejas de ar-condicionado, suportes de garrafão de água mineral e até os aquários.

?Devemos ter em mente que medidas simples de higiene, tanto do corpo como do meio em que se vive, são essenciais e fundamentais para prevenção não só da dengue, mas de outras doenças, principalmente a meningite, a diarreia e a própria gripe A (H1N1), que está tão em evidência?, assinala a coordenadora.

De acordo com o boletim epidemiológico, nenhum óbito por dengue foi registrado este ano. Mesmo assim a FMS recomenda que aos primeiros sintomas, a pessoa deve aumentar a hidratação, procurar imediatamente o posto de saúde mais próximo e evitar tomar medicamento por conta própria. ?A dengue está sob controle em Teresina, mas a população não pode baixar a guardar, mantendo vigilância constante?, enfatiza Amariles Borba.

Fonte: PMT