PRF divulga detalhes da operação semana santa e dá dicas de segurança

PRF divulga detalhes da operação semana santa e dá dicas de segurança

A PRF irá trabalhar com 40 policiais/dia, distribuídos nos nove postos da PRF das rodovias federais no Estado do Piauí. Este efetivo totalizará 160 Po

Através de sua assessoria de imprensa, a Polícia Rodoviária Federal do Piauí (PRF-PI) divulgou detalhes da operação de fiscalização de trânsito da semana santa, com alertas para os pontos mais perigosos das estradas federais que cortam o território do Piauí, bem como dicas gerais de segurança, visando evitar acidentes e incidentes.

CONFIRA AS INFORMAÇÕES:

A PRF irá trabalhar com 40 policiais/dia, distribuídos nos nove postos da PRF das rodovias federais no Estado do Piauí. Este efetivo totalizará 160 Policiais durante os quatro dias da operação Semana Santa deste ano.

Na operação serão utilizadas 40 viaturas operacionais, estando incluídas motocicletas, viaturas boiadeiros e ambulâncias. Serão usados 15 etilômetros e um radar fotográfico. Vale ressaltar que este radar possui a característica de ser montado e desmontado para promover a fiscalização em diversos pontos onde haja necessidade de controle do excesso de velocidade.

Demanda de Tráfego

Em razão da grande demanda turística para as praias do litoral piauiense, a BR 343 é a rodovia que apresenta maior circulação de veículos. Como este é um feriado em que as pessoas procuram compartilhar a convivência recolhidas em locais que lhes permitam expressar sentimentos de religiosidade, espera-se, desta forma, grande circulação de veículos também pela rodovia BR 316.

Esta rodovia dá acesso à cidades de Oeiras, Floriano e Bom Jesus, onde se realizam eventos religiosos na Semana Santa.

Áreas de risco

Principalmente para os motoristas pouco acostumados a dirigir em estrada, muita atenção ao contornar as curvas. A velocidade excessiva nestes trechos pode levar à perda do controle do veículo, provocando acidentes, tanto mais grave quanto maior a velocidade.

Atenção, portanto, à chamada Curva da Raposa, no município de Altos/PI, Volta da Jurema em Piracuruca/PI e Curva sobre o Rio Piranji em Buriti dos Lopes/PI, todas na BR 343, acesso ao litoral. Pela BR 316 atenção deve ser dispensada às curvas no município de Monsenhor Gil e em Barro Duro, onde se verifica curvas, aclives e declives acentuados necessitando cautela e velocidade compatível.

Uma medida de segurança para contornar as curvas sem risco é sempre observar as placas de advertência. Sempre antecipando as curvas ou aclives e declives há uma destas placas que apresentam fundo amarelo e borda preta. Nelas são apresentadas gravuras contendo o ângulo da

curva a ser contornado. Se for observada e atendida não há risco de acidente.

Comportamento de risco

A ultrapassagem sobressai-se como a maior causadora de acidentes com morte nas rodovias federais do Estado do Piauí. Provocam o acidente tipo Colisão Frontal, resultado de manobras de ultrapassagens mal sucedidas. Dados de 2012 apontam que 106 acidentes desse tipo levaram a morte 58 pessoas. Praticamente a cada 2 acidentes tem-se uma vítima fatal.

Atropelamento de pessoas ? esta é a terceira maior causa de acidentes nas BRs do Piauí. É comum durante as viagens nos feriados os motoristas não reduziram a velocidade dos veículos quando adentram as vias urbanas das cidades cortadas pelas rodovias. Tem-se verificado acontecer atropelaram pedestres ou ciclistas. Em 2012 foram registrados 90 acidentes desse tipo que levaram à morte 26 pessoas.

Motocicletas ? o aumento gradativo dos acidentes envolvendo motos vem alertar a fiscalização da PRF para o risco a que estão sujeitos os ocupantes deste tipo de veículo. Em 2012 o número de acidentes com mortes relacionados a motos representaram 48,51% do total.

Restrição de tráfego

A Polícia Rodoviária Federal adotou a providência de restringir a circulação de caminhões com comprimento acima de 18,60m durante a operação Semana Santa com o objetivo de tornar mais fácil as manobras de ultrapassagens. Foi verificado que estes caminhões muitos longos e bastante pesados, chagando a pesar 74t quando carregados, levam dificuldades às ultrapassagens, podendo

provocar acidentes durante a execução desta manobra. Assim, a restrição se dará:

Dia 28.03.2013 (quinta-feira) ? das 16h00 às 24h00

Dia 29.03.2013 (sexta-feira) - das 06h00 às 12h00

Dia 31.03.2013 (domingo) - das 16h00 às 24h00

Recomendações Gerais

a) Antes da sair para viajar providenciar revisão do carro, atentando para os equipamentos obrigatórios, dentre eles o sistema de iluminação, freios e pneus.

b) Verificar a documentação de porte obrigatório, citando-se a carteira de motorista e o documento do veículo que deverão estar dentro do prazo de validade.

c) Ao programar a viagem considerar a possibilidade de realizá-la durante o período diurno. Há dados que revelam ser a viagem noturna mais insegura e sujeita aos acidentes.

d) Caso chova, a primeira providência de segurança é acionar o sistema de iluminação do veículo e diminuir gradativamente a velocidade, levando o veículo a local seguro ou ao acostamento com pisca ligado se a chuva impedir a visibilidade exterior. Jamais usar pisca alerta ligado com veículo em movimento.

e) Realizar ultrapassagens somente onde a sinalização assim o permita. Mesmo que haja permissão, avaliar se há tempo e espaço suficiente para que a manobra seja realizada sem o risco de colidir com veículos em sentido contrário.

f) Obedecer aos limites de velocidade. Onde não houver placa estabelecendo a velocidade máxima, é permitido aos automóveis, camionetas e motocicletas circularem a 110 Km/h; ônibus e micro-ônibus a 90 Km/h e caminhões a 80 Km/h.

g) Fazer uso do cinto de segurança para todos os ocupantes do veículo. É um importante equipamento que protege os ocupantes de lesões em acidentes. Sempre lembrar que a quantidade de passageiros no veículo deve ser sempre igual ao número de cintos de segurança existentes. Este equipamento também é obrigatório para os passageiros de ônibus fabricados a partir de 1999. Crianças menores de 10 anos devem viajar no banco traseiro. Caso tenham 7,5 anos ou menos, devem fazer uso dos instrumentos de

retenção (cadeirinhas).

h) Não fazer ingestão de bebida alcoólica caso tenha que dirigir. O motorista embriagado é responsável pelos acidentes mais graves e aqueles que envolvem mortes. Observar sempre um intervalo de tempo entre a ingestão de bebida alcoólica e a retomada da direção, que pode variar de 10 a 24h.. Diversos fatores podem determinar menor ou maior tempo para completo desaparecimento do álcool do organismo, sem deixar vestígios que possam ser alcançados pelo bafômetro.

Fonte: Dowglas Lima