PRF inicia operação para fiscalizar eleições de 2014

Para isso, além dos postos fixos, serão montados ainda postos extras, em vários locais do Estado

A Polícia Rodoviária Federal deu início à zero hora de hoje à Operação Eleições 2014, que visa coibir, dentre outras ocorrências, os crimes eleitorais que possam vir a acontecer nos dias que antecedem as eleições e no dia do pleito.

Para isso, além dos postos fixos, serão montados ainda postos extras, em vários locais do Estado.

A operação finaliza no dia 6 de outubro. A Estaca Zero, as cidades de Bom Jesus, Corrente, São Raimundo Nonato e Piracuruca foram as escolhidas para a instalação dos postos.

"Nós vamos redobrar nossa atenção nesses dias de operação e vamos dá início a isso bem cedo, pois queremos pegar desde o início da movimentação de eleitores e candidatos, nas estradas", disse o chefe do Núcleo de Comunicação da PRF, o inspetor Fabrício Loiola.

Além dos crimes eleitorais, a operação tem como objetivo a repressão dos demais crimes, garantir o livre trânsito de veículos e dar apoio à Justiça e ao Ministério Público Eleitoral. "Nós não vamos aceitar represálias aos profissionais que vão atuar nas eleições. Eles terão acesso aos nossos telefones, caso precisem nos acionar", disse.

Além disso, todo o efetivo da PRF estará voltado para essa operação, em escala de revezamento. As viaturas estarão equipadas com etilômetro e radar.

"Nós estamos preocupados com os pequenos deslocamentos que acontecerão nesse dia e vamos intensificar as fiscalizações para coibir acidentes nesses trechos", disse.

Para essas pessoas, as pessoas que se deslocarão para outras cidades, o alerta é que elas tenham o cuidado de verificar seus veículos, usar cinto de segurança, seguir a legislação quanto ao transporte de crianças, evitar consumo de bebida alcoólica e ainda obedecer a sinalização.

Clique aqui e curta a página do meionorte.com no Facebook

Fonte: Pollyana Carvalho