Polícia Rodoviária Federal registra 1ª morte em estrada no Carnaval 2014

A operação terminou à 0h de ontem. Ao todo foram contabilizados 50 acidentes e 21 feridos, com uma pessoa morta

Após vários dias da Operação Carnaval 2014, a Polícia Rodoviária Federal registrou a primeira morte nas estradas federais que cortam o Piauí. Além de uma vítima fatal, algumas horas antes do fim da operação, foram contabilizados 50 acidentes e 21 feridos. Os trabalhos foram reforçados desde à zero hora do dia 24 e finalizou às 24h da Quarta-feira (5) de Cinzas.

No ano passado, durante o Carnaval, foram registrados, pela PRF, 69 acidentes, 34 feridos e três mortes. O objetivo era diminuir esses números. A primeira morte da operação aconteceu na região de Campo Maior, na noite de terça-feira (04), após a vítima atropelar um animal na pista e cair da sua motocicleta.

?Apesar de no penúltimo dia de operação termos registrado a primeira morte, causada por um acidente de trânsito, nós consideramos como positivos os dados desses primeiros dias de operação, pois foram bem inferiores aos registrados no ano passado, nesse mesmo período?, afirmou o chefe do Núcleo de Relações Públicas da PRF, inspetor Raimundo Rameiro.

A fiscalização da Lei Seca registrou até o penúltimo dia da operação 67 flagrantes de motoristas dirigindo sob efeito de álcool. Foram registrados 859 pessoas dirigindo com excesso de velocidade. Dentre estas, 21 prisões foram efetuadas.

Durante todo o dia de ontem o tráfego de veículos foi intenso nas rodovias federais e estaduais que dão acesso a Teresina. Muita gente passou pela BR 343, vindo do litoral piauiense. A movimentação também foi bastante significativa na BR-316, que liga a capital ao Centro Sul do Piauí.

A PRF trabalhou com uma média de 40 policiais por dia, distribuídos nos nove postos de fiscalização, situados nas BRs no Estado do Piauí. Este contingente utilizou 35 viaturas operacionais, 20 etilômetros e cinco radares.

Fonte: Pollyana Carvalho