Polícia Rodoviária Federal registra 24 acidentes e uma morte

Em 2010, a operação de Natal registrou 26 acidentes.

25/12/2011) da Polícia Rodoviária Federal (PRF-PI) registrou um total de 24 acidentes, com 21 feridos e uma morte. Para a PRF, os números da operação - que foi realizada de 23 a 25/12 – indicam que o trabalho teve resultados satisfatórios, já que houve redução no número total de acidentes e de mortos, ainda que o número de feridos tenha aumentado.

Em 2010, a operação de Natal registrou 26 acidentes, com 14 feridos e duas vítimas fatais. A única morte registrada durante este ano foi resultado de acidente em Valença, na BR-316, quando um pedestre foi atropelado por veículo que se evadiu.

“Um dos fatos que certamente contribuíram para o aumento no número de feridos é a grande circulação de veículos com sua capacidade total de passageiros, principalmente de pessoas que estão saindo para viajar. Então, em uma situação como essas, até acidentes sem gravidade maior podem apresentar um maior número de pessoas feridas”, disse o inspetor Raimundo Rameiro, da Polícia Rodoviária.

Rameiro afirmou ainda que o movimento de veículos em alguns pontos considerados críticos foi menor que o esperado pela PRF. “Um desses pontos é o posto que fica entre Altos e Campo Maior, onde não registramos maiores congestionamentos. Também esperávamos um movimento maior entre Teresina e Demerval Lobão”.

Na operação, a PRF também realizou trabalhos de apreensão e efetuou prisões. Dois revólveres foram apreendidos. Um calibre 38 municiado na BR-343, em Piracuruca e outro calibre 22, também municiado na BR-316, em Valença. Dois condutores foram presos por dirigirem embriagados. Um conduzia uma moto na BR-316 em Teresina.

Outro uma carreta na BR-316 em Picos. Neste caso, o bafômetro acusou 1,04 mg/l (miligramas de álcool por litro de ar expelido), dez vezes mais que o tolerado (0,10). Em Teresina, na BR-316, um condutor de motocicleta foi preso por desobedecer à ordem de parada. Ao ser abordado, verificou-se que não possuía CNH e dirigia com risco de dano.

Fonte: Dowglas Lima