Primeiro mestrado da Uespi está com inscrições abertas

Primeiro mestrado da Uespi está com inscrições abertas

As inscrições poderão ser realizadas na secretaria do Mestrado em Letras no Núcleo de Pós-Graduação

O primeiro curso de Mestrado da Universidade Estadual do Piauí ? Uespi está com inscrições abertas desde segunda-feira. O mestrado em Letras da instituição oferece 15 vagas para a Área de Concentração: Literatura Memória e Cultura. As inscrições ficarão abertas até o dia 8 de abril.

Para o coordenador do curso, Feliciano José Bezerra, o mestrado nessa área deverá absorver a grande demanda de profissionais que querem se qualificar nesta área. ?O mestrado nessa área irá contribuir para absorver a grande demanda de professores que buscam mestrado em Letras. A UFPI tem mestrado nessa área, mas a demanda ainda é muito grande e esse curso chega em uma boa hora. Iremos oferecer as vagas na área de Literatura, Memória e Cultura, com duas linhas de pesquisa?, disse.

Podem candidatar-se profissionais portadores de diploma de curso de graduação plena em áreas do conhecimento que tenham afinidade de interesse com a temática central da área de concentração, considerando suas duas linhas de pesquisa: a) Literatura e Outros Sistemas Semióticos; b) Literatura, Memória e Relações de Gênero.

As inscrições poderão ser realizadas na secretaria do Mestrado em Letras no Núcleo de Pós-Graduação, no Campus Poeta Torquato Neto ? Pirajá, no horário de 8h às 12h e de 14h às 18h no período de 14 de março a 8 de abril de 2011, ou também pelos Correios cuja data não exceda o prazo final de inscrição.

A seleção será composta de seis fases, são elas: Verificação dos pedidos de inscrição, avaliação de conhecimentos específicos, avaliação de proficiência em língua estrangeira-LE, análise do projeto de pesquisa, entrevista e provas de títulos.

Para Feliciano, o curso é fundamental para implementar a pesquisa e extensão dentro da universidade. ?O curso de mestrado é fundamental para que a Uespi se estabeleça enquanto universidade e vamos qualificar professores nessa área?, afirmou.

Fonte: Pollyanna Carvalho