Procon de Minas proíbe venda do Toyota Corolla no Estado

Autoridades de Minas Gerais proibiram a venda do carro Toyota Corolla em todo o Estado

Autoridades de Minas Gerais proibiram a venda do carro Toyota Corolla em todo o Estado, sob argumento de que alguns veículos apresentaram problemas de aceleração, com risco de morte para os usuários. A decisão partiu do promotor de Justiça da Defesa do Consumidor, Amauri Artimos da Matta, e passa a valer a partir de amanhã.

Segundo o Procon mineiro, que baixou a proibição, problemas de aceleração contínua foram relatados em nove casos, que seriam provocados pela falta de fixação do tapete no veículo.

Esse modelo da Toyota estava sob investigação do Ministério Público mineiro desde o início de março. Em três casos registrados, os veículos aceleram bruscamente sem o comando do motorista.

A Toyota afirmou que dois consumidores procuraram concessionárias da marca e nenhuma anomalia foi encontrada nos veículos. Foi constatado, porém, que a presilha que prende o tapete dos carros ao assoalho não estava no lugar, o que teria feito com que o tapete deslizasse e prendesse no acelerador, disse a montadora. De acordo com a Toyota, não houve mais problemas após o conserto.

O modelo Corolla, carro-chefe da montadora, já foi alvo de recalls fora do Brasil. A montadora convocou os proprietários de mais de 8 milhões de veículos no mundo devido a um problema no pedal do acelerador.

No Estado de Minas, Procon é vinculado ao Ministério Público Estadual.

Fonte: UOL