Professor de 73 anos tenta prova do Enem  pela terceira vez

Professor de 73 anos tenta prova do Enem pela terceira vez

As duas primeiras tentativas foram para "testar conhecimento", diz senhor.

Um senhor de 73 anos vai participar do processo seletivo do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) neste sábado (3) e domingo (4) no Ceará. O professor de mecânica automotiva Wilson Aguiar pretende voltar a estudar para aumentar o salário e se dedicar melhor às aulas que ensina em uma escola de Fortaleza. ?Fui convidado para ser professor em uma escola pública e quero estudar para ser melhor nisso. Ganho pouco como um professor que não é formado, precisa ter o anel para ganhar bem, por isso vou fazer o Enem para pedagogia?, conta o senhor de 73 anos.

Na terceira vez fazendo o Enem, seu Wilson disse que participava das provas nos anos anteriores para testar seu conhecimento. Sem se recordar do desempenho, a participação no exame servia como um "medidor de conhecimento", segundo o professor. ?Queria saber se eu estava por dentro dos assunto e se minha carga de conhecimento era boa. Eu fiz a prova despreocupado, mas não me lembro do meu desempenho?, conta, rindo.

Mesmo com experiência no Enem e em vestibulares, o professor não esconde a preocupação com a prova. ?Eu não vou mentir. Estou preocupado sim com essa prova. O vestibular não é mais o mesmo da época em que eu fiz. Eu acho que para mim vai ser difícil, mas eu confio no meu conhecimento que adquiri esses anos todos?, arrisca.

Wilson Aguiar participou com 400 alunos de um aulão do Enem nesta sexta-feira (2) da Universidade Estadual do Ceará (Uece). Estudando somente em casa, o professor acredita que o aulão serve para acalmar mais os estudantes. ?Esse aulão é bom para a gente se acalmar e ganhar confiança para a prova?, acredita o senhor de 73 anos.

Em meio a tanto estudantes jovens, algumas pessoas que passaram da fase de estudos se arriscavam a encarar novamente essa fase. Após 18 anos sem estudar, a autônoma Fátima Rodrigues, de 40 anos, vai fazer a prova do Enem pela primeira vez e sonha em passar em agronomia e trabalhar na área na sua cidade natal em Irauçuba, a 151 km de Fortaleza.

Há dois anos estudando em casa, Fátima se prepara para ser agrônoma e futuramente prestar concurso público para trabalhar em Irauçuba, no interior do Ceará. ?Na região está faltando agrônomo e eu queria passar em um concurso público para trabalhar na minha cidade?, conta . O preparo para o exame foi dentro de casa com livros, apostilas e muita dedicação aos estudos. ?São dois anos estudando muito em casa. O aulão é só para refrescar minha memória?, confessa Fátima. Passar no Enem para a trabalhadora autônoma seria a realização de um sonho. ?Trabalhar com o que eu gosto e na minha cidade seria um sonho?.

Fonte: G1