Professor de História espancado por engano é solto após dar aula

Professor de História espancado por engano é solto após dar aula

"Desceram do carro, não conversaram comigo, já foram me batendo."

O professor de História, André Luiz Ribeiro, de 27 anos, que foi espancado após ser confundido com um ladrão na Zona Sul de São Paulo, afirma que não teve tempo de falar nada antes da agressão.

"Como eu olhei pra trás, eu vi que ele estava vindo, eu já parei logo, eu achei até que era um assalto. Desceram do carro, não conversaram comigo, já foram me batendo. Já me deram soco, derrubaram no chão e aí veio a multidão?, disse o professor André Luiz Ribeiro.

Ele diz que foi acorrentado pelo dono do bar. Apenas parou de apanhar quando os bombeiros chegaram. Um deles pediu ao professor que falasse sobre a Revolução Francesa para provar que era realmente professor.

Em uma rede social, o Corpo de Bombeiro publicou que evitou uma tentativa de linchamento e uma grave agressão à vítima. Afirmou ainda que o pedido para que o professor falasse sobre a Revolução Francesa não foi deboche.

André falou então sobre a força que a monarquia tinha na França e as desigualdades sociais "É um assunto que eu conheço, porque eu dou aula pra 7ª série. É um assunto recorrente. Os bombeiros e depois os policiais me salvaram?, contou.

Fonte: G1