Professora de religião é afastada após incentivar prática do sexo

Professora de religião é afastada após incentivar prática do sexo

Ela utilizava seu perfil no Facebook para criticar os pais dos alunos.

Uma decisão da Secretaria de Educação do Reino Unido, tomada esta semana, impediu uma professora de religião de dar aulas por um período de cinco anos. Catherine Reynolds já havia sido expulsa da escola que lecionava em 2011 após incentivar os alunos a fazer sexo antes do casamento. Ela ainda teria mostrado as tatuagens que possui nas costas e nas coxas para os adolescentes em sala de aula. As informações são do Daily Mail.

A decisão de afastar a professora foi tomada após investigação apontar que ela utilizava seu perfil no Facebook para criticar os pais dos alunos. Depois de uma reunião com os familiares na escola, ela classificou os pais como "retardados" na rede social. A Secretaria de Educação classificou as atitudes da educadora como "inaceitáveis" e disse que, ao contrário de ensinar sobre os valores cristãos e de outras religiões, ela recomendava aos estudantes que "fizessem sexo o tempo todo" e que não se casassem.

O relatório afirma ainda que ela costumava mostrar as suas tatuagens aos estudantes e exibia "vídeos inapropriados" em sala de aula. Graduada na Universidade de Manchester, Catherine Reynolds começou a dar aulas para o secundário em 2008. Em entrevista ao Daily Mail, a mãe da professora, Debbie, disse que ela ficou "arrasada" com a decisão e que o relatório da secretaria levou em conta apenas um lado.

Fonte: Terra