Professora sofre deformação após ter alergia em preenchimento de face; "Estou destruída"

Professora sofre deformação após ter alergia em preenchimento de face; "Estou destruída"

Ela já passou por 6 especialistas e luta para ter cirurgia em Pirassununga. Substância pode causar reação dependendo do paciente e da quantidade

Uma professora de Pirassununga (SP) teve uma reação alérgica depois de um preenchimento de face. Com inchaço no rosto e deformação, ela já passou por seis especialistas desde 2010 e luta para conseguir uma cirurgia reparatória.

A docente, que preferiu não se identificar, procurou o tratamento estético para melhorar a autoestima. Depois da perda da mãe, a aplicação de pmma foi a escolha para melhorar a depressão, mas não foi o aconteceu.

Depois de quatro anos das aplicações no rosto a professora teve uma reação alérgica inflamatória. Desde 2010, ela já passou por seis especialistas diferentes, fez uma série de exames e hoje toma diversos remédios para amenizar os efeitos da aplicação. "Quando eu fui fazer esse procedimento eu até perguntei se tinha contraindicação. Ele falou que não, que em hipótese alguma, que inclusive tinha mais de mil pacientes e nunca tinha acontecido isso?, disse.

Reações

A substância não é proibida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O cirurgião plástico Tiago Barbosa disse que o tratamento pode sim ter reações, dependendo do paciente ou ainda da quantidade aplicada do produto. ?O material colocado em excesso pode causar compressão vascular e pode levar a necrose de pele. Existem relatos de pessoas, até não médicas, que aplicam o material e de uso dessa substância para preenchimento glúteo num volume de até 400 ml?, explicou.

A paciente ainda luta por uma cirurgia reparatória que pode custar até R$ 40 mil. O plano de saúde não cobre e, pelo Sistema Único de Saúde (SUS), ela ainda não conseguiu provar que a cirurgia não é estética. "Eu faço terapia, perdi marido, eu estou assim destruída", lamentou.

A professora deve entrar na Justiça contra o médico que fez o procedimento nos próximos dias.

Precauções

O cirurgião plástico José de Almeida Júnior disse que é necessário tomar algumas precauções antes de passar por procedimentos estéticos ou cirúrgicos. ?Apesar de a substância ser autorizada pela Anvisa, ela tem critérios para ser administrada. Tem que ser aplicado com muito cuidado por profissionais experientes e olhe lá, porque ela não é nem de longe isenta de riscos ou uma probabilidade maior de ter problemas?, disse.

Segundo ele, algumas atitudes são essenciais para garantir a segurança do paciente. ?O que você pode e deve fazer é procurar um profissional experiente, credenciado por uma sociedade que coordene bem e seja séria, no caso a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Se você procura um bom profissional e um bom hospital, e está seguindo tudo de acordo com os termos e as normas da literatura internacional, os seus riscos de ter problemas serão mínimos?, afirmou Almeida Júnior.

Fonte: G1