Programa Incrível da Rede Meio Norte destaca as ações do homem na Biodiversidade e seu impacto

Programa Incrível da Rede Meio Norte destaca as ações do homem na Biodiversidade e seu impacto

O programa vai impactar o telespectador e deixa claro que as atividades e impactos ambientais produzidos pelo homem

A Terra e sua peculiar biodiversidade é tema do programa Incrível, que será exibido hoje, às 22h, e amanhã, a partir das 15h, pela Rede Meio Norte. Apresentado pelo ecoaventureiro Alcide Filho, o programa vai

questionar se o homem está sozinho no espaço. ?Será que somos a única espécie inteligente por todo o Universo?

Veja também a repercussão ecológica e econômica da extinção das espécies?, disse. Incrível mostra a biodiversidade em todas as suas

formas e ocorrências, mostrando como a vida é capaz de crescer, florescer, semear, propagar, reproduzir, multiplicar, adaptar, adquirir mutações, evoluir, morrer, diversificar, ultrapassar desafios e

a conquistar superações.

Mas, além disso, o programa que tem caráter informativo e educativo, chama a atenção do telespectador para preservação da natureza.

?Por mais resistentes e variadas, todas as diferentes espécies podem deixar de existir?, afirma o apresentador. O programa deste final

de semana vai impactar o telespectador e deixa claro que as atividades e impactos ambientais produzidas pelo homem estão perigosamente

acelerando a taxa global de extinção da biodiversidade.

?Diante dessa realidade, a pergunta é como e quando nossa própria espécie também se extinguirá ou provocará a autodestruição do planeta?, afirma Alcide, destacando ainda que os prejuízos biológicos e econômicos da perda da biodiversidade são incalculáveis. ?Muitas

espécies estão desaparecendo antes mesmo de sabermos de sua existência, qual sua conexão com outras vidas, a sua função nos ecossistemas ou que contribuição poderiam proporcionar

para um melhor bem-estar humano?, explica.

Em algumas partes do mundo, até 90% das populações costeiras obtêm grande parte de sua comida e ganham sua primeira renda através da pesca. No entanto, a pesca excessiva reduziu alguns estoques pesqueiros em até 90%. Estimase que 55% dos recifes de corais do mundo, dos quais

275 milhões de pessoas dependem para se alimentar, já estão destruídos ou sendo alvo de pesca predatória.Insetos, morcegos e aves que polinizam plantações e assim garantem eficiência na frutificação, fornecem um ?serviço ambiental? à humanidade estimado em mais de US$ 200 bilhões por ano. Ainda assim, 16% das borboletas originárias da

Europa e 18% dos morcegos do mundo estão ameaçados.

?Em todo o planeta são conhecidas mais de 16 mil espécies que correm risco de extinção. Isso significa queum em cada quatro mamíferos, um em cada oito pássaros e um em cada três anfíbios", pontua.

Fonte: Isabel Cardoso