Programa Incrível deste domingo fala sobre o tempo quente no Brasil

O programa passará às 11h deste domingo.

Image title

Neste domingo (06/09), às 11h o programa Incrível abrirá o Domingo Aventura na Rede Meio Norte com uma reportagem especial sobre o tempo quente no Planeta Terra e no Brasil. Em Teresina, esse período é conhecido como BR-O-BRÓ que compreende os meses de setembro a dezembro e as temperaturas podem marcar até 43ºC.

No Brasil, o regime das chuvas mudará, e muito.  Relatório organizado pelo Painel Brasileiro de Mudanças Climáticas (PBMC), reuniu os principais dados científicos para fazer projeções de como o Brasil responderá ao aumento das médias de temperatura causado pelo aquecimento global. O documento teve a participação de 345 pesquisadores, que fizeram nos últimos seis anos uma avaliação de toda a ciência já publicada sobre mudanças do clima no Brasil.

As pesquisas confirmam: o planeta está aquecendo graças à emissão de gases de efeito estufa por atividades como geração de energia, transporte e desmatamento. As projeções mostram que o Brasil não ficará de fora das alterações climáticas globais, e indicam tendências de como o clima mudará em diferentes regiões do país.

Image title

A mudança de maior impacto será uma alteração nos padrões de chuvas. As pesquisas mostram que, no Sul e Sudeste, regiões que sofrem com enchentes e deslizamentos, as chuvas se tornarão mais fortes e mais frequentes. No Nordeste do país, a tendência é oposta. A região mais castigada pela seca enfrentará grande redução da quantidade de chuvas, e as secas, que já são comuns, ficarão mais frequentes.

A Caatinga será, junto com o Cerrado, o bioma do país que mais sofrerá com a mudança nos padrões de chuva. A Caatinga tem uma tendência de diminuição de precipitação muito intensa. O aumento da temperatura poderá chegar a 5,5ºC até o final do século. Isso é realmente impactante. Nada impede que o Nordeste tenha um ano com excesso de água, mas a tendência ao longo dos anos é de diminuição da precipitação em toda a região. Isto é INCRÍVEL.


O que é mudança climática?


Mudança climática é um fenômeno natural que acontece no planeta Terra porque o  clima aqui muda constantemente ao longo do tempo geológico. Sabe-se que  a  temperatura média global hoje é de cerca de 15ºC. Pesquisas  geológicas apontam que essa temperatura já foi muito maior ou muito menor em outras épocas no passado. O que está acontecendo  é uma flutuação natural ou variação climática de modo rápido, provocada por um aquecimento induzido pela ação humana. As consequências são os desastres, antes apenas naturais, agora provocados por ação impactante do homem.

Image title

O que é efeito estufa?


O efeito estufa é a capacidade natural da atmosfera terrestre prender ou reter parte da energia (irradiação) que recebe do Sol, mantendo assim o planeta aquecido. Sem o efeito estufa a Terra seria 30ºC mais fria, quer dizer, com a temperatura média de 15º negativos. A biodiversidade que hoje conhecemos não existiria. O efeito estufa acontece porque ao refletir a irradiação solar da superfície da Terra para o espaço, parte dessa energia é absorvida por gases presentes na atmosfera (gases do efeito estufa) e reenviada de volta, aquecendo a atmosfera e a superfície do planeta.



Estamos acelerando o efeito estufa?

Cientistas já têm provas de que a humanidade está perigosamente transformando o efeito estufa natural em aquecimento global, aumentando a temperatura média do planeta e assim provocando mudanças drásticas no clima. O impacto das alterações ecológicas estão causando graves prejuízos biológicos e econômicos.  Com a atmosfera  mais concentrada de gases emitidos pela indústria e agricultura a consequência imediata é o aumento da temperatura média da Terra.



Os gases do efeito estufa

O mais importante dos gases para o efeito estufa natural é o vapor de água. Os mais danosos incluem o CO2 (dióxido de carbono), CH4 (metano) e óxido nitroso, liberados pela queima de combustíveis fósseis, como o diesel e gasolina. O desmatamento contribui também indiretamente para o aumento da concentração dos  gases estufa ao eliminar florestas que absorvem carbono. Desde o início da revolução industrial, em 1750, os níveis de dióxido de carbono (CO2) aumentaram mais de 30%. O metano atmosférico cresceu mais de 140%. A concentração de CO2 na atmosfera é agora maior do que em qualquer momento nos últimos 800 mil anos.


Aquecimento global: evidências
As provas do aquecimento global são numéricas. Os registros de temperatura, a partir do fim do século 19, mostram que a temperatura média da superfície da Terra aumentou 0,8ºC nos últimos cem anos. Cerca de 0,6ºC desse aquecimento ocorreu nas últimas três décadas. Dados mostram um aumento médio nos níveis do mar em  cerca de 3 milímetros por ano nas últimas décadas por conta  da expansão dos oceanos pelo aquecimento. Mas o derretimento das geleiras de montanhas e das camadas de gelo polar também contribuem para isso.


Image title


Fonte: Alcide Filho