Prolongamento da Av. Cajuína será entregue no 2º semestre de 2016

As obras seguem em ritmo acelerado

Teresina passa por intervenções que tem redesenhado a mobilidade urbana da capital. Uma das obras que promete provocar uma nova dinâmica no trânsito nas ruas e avenidas é construção da ponte Anselmo Dias, que vai ligar as zonas Sul, Sudeste e Leste da cidade. Para auxiliar no fluxo e acesso a ponte, a Avenida Cajuína, passa por um prolongamento com extensão de 1,8 km. As obras seguem em ritmo acelerado.

Além da execução da ponte, constam também as construções de outros acessos, como o prolongamento da Avenida José Francisco de Almeida Neto (Avenida Principal do Dirceu) Sudeste, prolongamento da Avenida Gil Martins pelo lado Sul, e ao mesmo tempo o prolongado da Cajuína, a partir do balão até a Ponte.

De acordo com o superintendente Executivo da SDU Sudeste, Weldon Bandeira, a previsão é que o prolongamento da Avenida Cajuína seja entregue ainda no segundo semestre de 2016. O prazo estipulado está previsto para o início do mês de dezembro.

“A Cajuína será entregue posterior a parte Sul-Sudeste, que está prevista para ser entregue no início de Agosto, porque depende da construção do viaduto ferroviário na altura do balão, que está em execução, inclusive. No momento estamos encerrando a parte de fundações, e o próximo passo será a confecção das estruturas metálicas e armação do viaduto”, revela.

Weldon Bandeira conta ainda que em um pequeno trecho desse prolongamento já foram iniciados os serviços de imprimação asfáltica. “Esse processo consiste na aplicação de uma camada de material asfáltico sobre a superfície de uma base concluída, antes da execução de um revestimento betuminoso”, explica.

A Ponte Anselmo Dias se iguala à Ponte Estaiada em largura, possuindo 326,27 metros de extensão e 26,35 metros de largura. Com seis faixas e mais espaço qualificado para o tráfego de pedestres e ciclistas, a ponte é a primeira que foi concebida para priorizar o transporte coletivo. A obra no geral tem o custo aproximado de R$ 72 milhões, com recursos do PAC Mobilidade e contrapartida da Prefeitura de Teresina.

Fonte: Portal Meio Norte