Psiquiatra e escritor Içami Tiba morre aos 74 anos em São Paulo

O enterro será realizado nesta segunda-feira, às 16h

Morreu na noite deste domingo, aos 74 anos, o escritor e psiquiatra Içami Tiba. Segundo o filho do escritor, André Luiz Tiba, o pai estava internado desde o início do ano no Hospital Sírio- Libanês, em São Paulo, lutando contra um câncer. O enterro será realizado nesta segunda-feira, às 16h, no Cemitério do Morumbi.

Içami Tiba deixa a esposa, Maria Natércia, os filhos, Natércia, André e Luciana, e dois netos, Kaká e Dudu.A diretora global de educação do Banco Mundial, Claudia Costin, lamentou a morte de Içami Tiba em seu Facebook. “É com grande tristeza que informo o falecimento, aos 74 anos, do grande educador e psiquiatra Dr. Içami Tiba", escreveu a ex-secretária municipal de Educação do Rio de Janeiro.

Içami Tiba nasceu em Tapiraí SP, em 1941. Formou-se em medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo em 1968 e especializou-se em Psiquiatria no Hospital das Clínicas da USP.

Por mais de 15 anos, foi professor de Psicodrama de Adolescentes no Instituto Sedes Sapientiae. Foi o Primeiro Presidente da Federação Brasileira de Psicodrama em 1977-78 e Membro Diretor da Associação Internacional de Psicoterapia de Grupo de 1997 a 2006.Içami Tiba foi o educador mais popular do Brasil. Escreveu mais de 40 livros sobre educação - como o best-seller

“Quem ama, educa!” e “Limite na medida certa” - e proferiu mais de 3.400 palestras. Tiba realizou mais de 77 mil atendimentos como psiquiatra e psicoterapeuta de adolescentes e família. Em 2005 fundou a Integrare Editora.Em 2004, o Conselho Federal de Psicologia pesquisou através do Ibope qual o maior profissional de referência e admiração. Içami Tiba foi o primeiro entre os brasileiros e o terceiro entre os internacionais, precedido apenas por Sigmund Freud e Gustav Jung.



Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Fonte: Com informações: Extra