Qualificação profissional chega à Penitenciária Irmão Guido

A capacitação chega às penitenciárias por meio do programa Setre.

Com o objetivo de ofertar uma nova oportunidade aos internos e egressos do sistema prisional do Piauí, o Governo do Estado, por meio da Secretaria do Trabalho e Empreendedorismo (Setre), em parceria com a Secretaria da Justiça (Sejus), leva qualificação sócio-profissional a este público. A capacitação chega às penitenciárias por meio do programa Setre nos Munícipios, que oferece cursos gratuitos em caminhões itinerantes.

Image title

Depois de qualificar quase 50 internos da Colônia Agrícola Major César e 81 mulheres da Penitenciária Feminina, o programa chega à Penitenciária Irmão Guido para capacitar 48 detentos na área de Construção Civil. A aula inaugural do curso foi realizada nesta segunda-feira (30). “Agradeço pela oportunidade de adquirir conhecimento aqui dentro e espero ter a chance de pôr em prática lá fora para que a partir daí eu possa sustentar, de forma honesta, minha família”, destacou o interno L.P, que logo estará livre da prisão.

Durante o evento, o coordenador de Comunicação da Setre, José Uchôa, que representou o secretário do Trabalho e Empreendedorismo, Gessivaldo Isaías, fez uma breve explanação sobre o Setre nos Municípios e incentivou os alunos. “Sem dúvidas, a qualificação é uma segunda chance que o Estado está ofertando, mas cabe a vocês aproveitarem. Ao saírem daqui, receberão muitas críticas, entretanto o que queremos é que cada um prove que é capaz de mudar e lutar por uma vida melhor”, enfatizou o coordenador.

Na ocasião, o secretário da Justiça, Daniel Oliveira, aproveitou para ressaltar a importância da capacitação para uma nova etapa na vida dos internos. “Acredito que o trabalho traz a força motivadora para levar oportunidades aos seres humanos. Pretendemos garantir que todos aqui possam ter novas chances para o ingresso no mercado de trabalho”, disse o gestor.

O Setre nos municípios é um programa que foi resgatado no governo Wellington Dias e pela primeira vez capacita o público das penitenciárias. Nas unidades móveis, onde os cursos são ministrados, os alunos contam com toda a estrutura necessária para a realização de atividades práticas e teóricas que proporcionarão a eles a chance de ingressar no mercado de trabalho, gerar a sua própria renda e aumentar a qualidade de vida.

Fonte: Com informações do Portal do Governo