Quatro banhistas morrem ao serem atingidos por um raio no litoral de SP

De acordo com informações dos bombeiros, oito pessoas foram atingidas. Temporal atingiu o litoral de São Paulo por volta das 14h desta segunda.

Quatro banhistas morreram, na tarde desta segunda-feira (29), após serem atingidos por um raio na orla de Praia Grande, no litoral sul de São Paulo. Outras quatro pessoas ficaram feridas com a descarga elétrica. Entre as vítimas fatais, estão três homens e uma mulher grávida. O bebê dela também morreu.

O grupo estava próximo a um quisque no bairro Canto do Forte quando foi atingido pelo raio, por volta das 15h. As vítimas foram levadas ao Hospital Irmã Dulce, no bairro Boqueirão, mas quatro não resistiram aos ferimentos. Entre os feridos, um está em estado grave e os outros três não correm risco de morte.

As chuvas atingiram a Baixada Santista no início da tarde e provocaram vários estragos, como quedas de árvores e inundações.

Clique e curta a página do Portal Meio Norte no facebook.


 

 Outros estragos da chuva
A mudança súbita no tempo acabou causando problemas em Santos, na subida do Morro da Nova Cintra, na Avenida Afonso Schimidt, na Zona Noroeste da cidade, na esquina da Avenida Jovino de Melo com a Rua Engenheiro Elias Machado e no Caminho São José, onde um barraco foi destelhado. Ninguém ficou ferido. Equipes da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros já estão atendendo às ocorrências.

Ainda em Santos, nas avenidas Nossa Senhora de Fátima e Martins Fontes, foram registrados pontos de alagamento por causa das chuvas, mas os motoristas não encontram maiores problemas, tendo em vista que o trânsito flui normalmente. Bairros na Zona Noroeste também enfrentavam falta de energia elétrica por volta das 16h. Um shopping da cidade teve o telhado parcialmente destruído devido aos ventos fortes e à chuva, diversos veículos foram atingidos.

Os fortes ventos também danificaram um mercado atacadista de Santos, parte do teto do estabelecimento foi levantado com as rajadas, assustando os clientes. Algumas luminárias ficaram penduradas, mas não houve feridos. Estabelecimentos comerciais também sofreram com a tempestade e tiveram mercadorias derrubadas no chão.

Em São Vicente, ruas no entorno do bairro Biquinha, a Avenida Presidente Wilson, próximo ao Largo São Thomé de Souza, e a Rua Campos Sales tiveram pontos de alagamento. Na Rua Onze de Junho, um ar-condicionado chegou a ficar pendurado, mas foi recolhido pelos moradores. Além disso, os motoristas passaram a enfrentar um tráfego mais lento na cidade. Alguns bairros também sofreram com a falta de energia.

 





Fonte: G1