Queda de avião levando equipe universitária de basquete mata 7 pessoas nos Estados Unidos

Bimotor caiu em campo de soja pouco antes de chegar ao aeroporto

Um avião particular que voltava da final de um torneio de basquete universitário em Indianápolis caiu na terça-feira em um campo de soja no centro de Illinois. Os sete ocupantes morreram, incluindo o treinador adjunto de basquete e um subdiretor esportivo da Universidade Estadual de Illinois.

A equipe de resgate não encontrou sobreviventes no lugar onde caiu a aeronave, perto da cidade de Bloomington. A aeronave caiu em um campo de soja a cerca de quatro quilômetros do aeroporto.

— Todos os mortos usavam cintos de segurança em seus assentos e morreram pelo impacto do acidente — disse a perita forense Kathleen Davis.

A viagem para assistir à final do campeonato masculino universitário de basquete começou com um telefonema. Scott Bittner, de 42 anos, e dono de uma empresa, recebeu uma ligação de Terry Stralow, de 64 anos, proprietário de um bar de esportes, que lhe perguntou se queria assisitir à partida.

— Stralow disse que tinha um bilhete extra e lhe perguntou se queria ir ao jogo — disse Terry Wetz, que trabalhava com Bittner em uma empresa processadora de carnes.

Ambos foram à partida de basquete em um avião que Bittner utilizava com regularidade para viagens de negócios de propriedade de seu pai. Não estava claro a princípio qual era o relacionamento entre as demais pessoas que estavam a bordo do avião, mas meios locais falaram sobre o grupo como se muitos se conhecessem bem entre si. Bittner e Stralow estão entre os sete mortos.

O reitor da Universidade Estadual de Illinois, Larry Dietz, confirmou em um email dirigido aos estudantes, a professores e aos funcionários da instituição acadêmica que morreram no acidente o treinador adjunto de basquete, Torrey Ward, de 36 anos, e o vice-diretor de relações externas do departamento atlético, Aaron Leeth, de 37 anos.

O Cessna 414 bimotor a hélice decolou de Indianápolis e caiu pouco antes de chegar ao aeroporto regional do centro de Illinois em Bloomington, na madrugada de terça-feira, informou a Administração Federal de Aviação.

O Conselho Nacional de Segurança dos Transportes investiga o desastre do avião sem apontar para uma causa específica. Algumas imagens das proximidades do lugar mostravam uma intensa névoa.

O aeroporto estava em operação e todos os sistemas, incluindo as luzes da pista, estavam funcionando bem, apesar da torre ter fechado horas antes e ter transferido a responsabilidade para uma torre de controle aéreo em Peoria.

O contato por radar com a nave foi perdido momentos antes da queda, e a busca começou quando o piloto não informou sobre seu plano de conclusão de voo. Os destroços do avião foram encontrados depois de três horas.

Outra vítima do acidente foi Jason Jones, de 45 anos, ex-jogador de basquetebol e beisebol na Universidade Wesleyan de Illinois, que trabalhava na empresa Wells Fargo Advisors. Os demais mortos foram o piloto de Stralow, Thomas Hileman, de 51 anos, e Andrew Butler, de 40, empregado de Sprint.

Fonte: O Globo