Rachel Sheherazade diz que SBT disponibiliza "carros blindados” devido ameaças de morte

"O SBT montou um esquema especial de escolta e, hoje, os meus carros são blindados”, afirmou Raquel.

A jornalista do SBT, Rachel Sheherazade, durante participação no programa “Raul Gil”, no sábado (13), disse que já sofreu ameças e, por conta disso, seus carros são blindados. Sempre polêmica em suas opiniões, Sheherazade falou sobre temas que deram o que falar.

“Já sofri algumas ameaças em redes sociais. Os covardes se escondem. Essas pessoas se valem do anonimato para ameaçar. Foram ameaças de mortes. Fiquei assustada na época. O SBT montou um esquema especial de escolta e, hoje, os meus carros são blindados”, afirmou.


Questionada sobre homofobia, Raquel disse ser a favor da união civil homoafetiva. “Eu não tenho nada contra a união homoafetiva. Eu acho que a lei tem que resguardar o casal hétero como também tem que resguardar o casal homossexual. Porém, acho que casamento, na concepção da palavra, vem de homem e mulher. A própria igreja católica não vai aceitar o casamento homoafetivo. Então, o casamento, como instituição sagrada, religiosa, sou contra. Mas união civil homoafetiva, eu sou a favor”, disse.

Quando o assunto foi aborto, a jornalista disse ser contra. “Eu sou a favor da vida. Eu acho que existem outras precauções. O aborto não é um bom remédio para a orientação sexual. Acho que ele não soluciona nada. Eu já vi depoimentos de mulheres que fizeram aborto e aquelas mulheres levaram o peso na consciência por ter tirado a vida daquela criança. Eu acho que devemos apoiar à mulher grávida”, acrescentou.

No final, Rachel Sheherazade fez criticas ao atual regime democrático. “Eu tenho posicionamentos políticos, mas não tenho amarras políticas, não defendo partidos políticos. Não estou feliz. Eu acho que uma democracia saudável é feita pela alternância de poder. Estamos há mais de 12 anos com um único partido no poder, sem oposição no congresso”, destacou.

Fonte: Audiência de TV