Região de União receberá projeto social que construirá creche

Região de União receberá projeto social que construirá creche

"Nosso foco são as crianças", disse Angelo José, coordenador do projeto no Piauí; Ele convocou profissionais piauienses para serem voluntários

Nove comunidades carente da região de União irão receber o Projeto Super Ação, dos maiores projetos de ação social do país. Idealizado por um grupo de Brasília, o projeto atenderá comunidades carentes em serviços médicos, odontologia, auxílio jurídico e evangelização. O Super Ação também planeja construir uma creche, que atenderá todas as nove comunidades. "Nosso foco são as crianças", disse Angelo José Nascimento, coordenador do projeto no Piauí.

Angelo José contou que o que o motivou a trazer o projeto para foi que, há alguns anos, em uma visita ao Piauí (terra natal de sua esposa), encontrou falou com uma criança, que lhe perguntou se maçã era gostoso. "O menino disse que nunca tinha comido, só tinha visto em uma revista. Pediu "Você pode trazer uma pra mim, de Brasília?". Aquilo me tocou muito", relatou. Este já é a segunda vez que o Super Ação vem ao Piauí, e volta este ano para construir a creche, que havia sido pensada ainda na última visita do projeto, no ano passado, mas não foi possível realizar. A creche deve atender a todas as nove comunidades.

As comunidades atendidas serão: Alto São José,Santa Rita,Jacú,Santa Rosa,São Domingos,Centro dos Pereiras,Vai Quem Quer,Nova Esperança eManisabau. A previsão do grupo é que 250 famílias sejam atendidas, somando 1050 pessoas. O Super Ação terá inicio no próximo dia 27, e irá até o dia 5 de maio. Dia 1 de maio, durante o feriado do Dia do Trabalho, uma grande festa será feita para todas as crianças, em Santa Rita. "Vai ter sorvete, cachorro quente, gincana...", disse o coordenador.

Profissionais das áreas de saúde e justiça virão de Brasília, voluntariamente, para ajudar no projeto, e Angelo José convida os piauienses a participarem dessa iniciativa tão solidária. "Seria muito bom se os profissionais daqui viessem, para fazermos essa junção entre os daqui e os de Brasília", disse Angelo. "Esses médicos que vêm estão deixando suas clínicas, seus pacientes, para vir ajudar", conta. Quem quiser participar, ele disse que deve procurar a comunidade Vincentina de Teresina.

Fonte: Andrê Nascimento