Reino Unido investiga centenas de milhares de erros em lista de doadores de órgãos

Segundo o jornal inglês "Sunday Telegraph", o erro de programação afetou cerca de 800 mil pessoas

As autoridades britânicas informaram neste sábado que abriram um inquérito para investigar centenas de milhares de erros na lista nacional de doadores de órgãos. A organização responsável pelos serviços de transplantes apontou que uma parcela dos 14 milhões de doadores foi afetada por erros técnicos que remontam a 1999.

O erro técnico significa que, por exemplo, uma pessoa que declarou ser doadora de seus pulmões ou sua pele foi incorretamente identificada como doadora das córneas ou do coração.

Segundo o jornal inglês "Sunday Telegraph", o erro de programação afetou cerca de 800 mil pessoas identificadas como doadoras na lista, ou 45% daqueles que morreram e doaram seus órgãos.

Uma funcionária do Serviço Nacional de Saúde, falando sob condição de anonimato, afirmou que todas as pessoas registradas na lista eram realmente doadoras e que ninguém constava nessa relação contra seu próprio desejo. Ela também sublinhou que não há possibilidade de que erros desse tipo ocorram atualmente.

Os problemas na lista de doadores vieram à luz depois que vários cidadãos receberam cartas de agradecimento do órgão responsável por transplantes no país. Alguns destinatários acusaram que as mensagens continham informações erradas sobre quais órgãos eles haviam realmente manifestado desejo de doar.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br