Roberto Carlos está a caminho do Brasil para enterro de sua mãe

Roberto Carlos está a caminho do Brasil para enterro de sua mãe

Após o término do show, o maestro disse ao G1 que Roberto Carlos caiu em prantos

O cantor Roberto Carlos já deixou os Estados Unidos e está a caminho do Rio, onde só deve chegar na noite deste domingo (18). Segundo sua assessoria de imprensa, o enterro de sua mãe, Laura Moreira Braga ? que morreu no sábado, aos 96 anos ? deverá ser realizado na segunda-feira (19), dia também do aniversário do cantor, que completa 69 anos.

Roberto Carlos deixou Nova York por volta das 9h (horário de Brasília) deste domingo. Só quando ele chegar ao Brasil a família decidirá sobre o horário e o local do velório e do enterro de Lady Laura, como sua mãe ficou conhecida.

O corpo da mãe de Roberto Carlos permanece embalsamado no Hospital Copa D?or, em Copacabana, onde ela estava internada desde 31 de março. A informação é da assessoria de imprensa da unidade.

O irmão do cantor, Carlos Alberto, deixou o hospital na manhã deste domingo muito abatido, ao lado de sua mulher, sem falar com a imprensa.

Terezinha Bernardo de Siqueira, de 71 anos, (de preto), e Fortuné Papoula, de 77 anos, estiveram na manhã deste domingo no hospital à procura de notícias sobre o velório e o sepultamento de Lady Laura.

?Nós éramos muito amigas, estávamos sempre ligando umas para as outras?, disse Terezinha, que é amiga da família. ?O que me deixa muito emocionada é que ela foi uma mãe que era muito amiga dele?, disse.

Lady Laura morreu às 18h20 de domingo, após ficar 17 dias internada por causa de uma infecção pulmonar. O cantor estava em turnê pelos Estados Unidos e, durante seu show no Radio City Music Hall, em Nova York, interpretou a música ?Lady Laura?, ainda sem saber da morte da mãe.

Ao cantar, ele disse ao público que estava preocupado com a saúde de Lady Laura, mas que tinha ligado para o Brasil e sido informado que ela estaria ?melhorzinha?.

Segundo nota oficial divulgada em seu site, ele estava no palco quando o Dr. Milton Kazuo Yoshino, médico responsável pelo tratamento de sua mãe, telefonou do Rio comunicando ao empresário do artista, Dody Sirena, o falecimento.

Ainda segundo a nota, o empresário optou por aguardar o término do show e, após a distribuição das rosas, enquanto a platéia aguardava o retorno de Roberto Carlos, o cantor recebeu a noticia.

Coube ao maestro da banda de Roberto Carlos, Eduardo Lages, a missão de se dirigir à plateia e dizer que o cantor não voltaria mais ao palco porque tinha acabado de receber a notícia da morte da mãe.



Cantos caiu em prantos

Após o término do show, o maestro disse ao G1 que Roberto Carlos caiu em prantos ao receber a notícia. Ao deixar o local, o cantor acenou para os fãs, que o desejavam ?força?, e foi embora em um carro sem falar com a imprensa.

A mãe do cantor ficou conhecida nacionalmente pela música "Lady Laura", parceria do filho com Erasmo Carlos. A canção ?Lady Laura?, composta pelo Rei em 1976, em momento de solidão num hotel de Nova York, se tornou uma das que mais fazem sucesso fora do Brasil.

Lady LauraLady Laura estava internada desde 31 de março

Segundo a assessoria de imprensa do hospital, no atestado de óbito constam como causas: choque séptico e insuficiência respiratória aguda, decorrentes de pneumonia bacteriana e agravados por insuficiência renal crônica, insuficiência coronariana e arritmia cardíaca.

Ela foi internada no dia 31 de março e levada para o Centro de Terapia Intensiva (CTI) em estado grave, com quadro de infecção pulmonar.

Lady Laura chegou ao Copa D?Or na companhia de Roberto após sofrer broncoaspiração, seguida de insuficiência respiratória e pneumonia.

Para ficar ao lado da mãe, Roberto Carlos chegou a adiar sua viagem para uma turnê de shows ao exterior e de ir a ensaio em seu estúdio.

Devota de Nossa Senhora e São Judas Tadeu

Apesar de lúcida, Lady Laura vivia sob os cuidados de duas empregadas e só saía aos domingos para assistir à missa na Igreja Nossa Senhora do Brasil.

Foi Lady Laura, que era devota de Nossa Senhora, Cosme e Damião e São Judas Tadeu, quem passou a forte religiosidade para o cantor. Ela era uma das pessoas que mais incentivaram a carreira artística de Roberto Carlos.

Na gravação da canção ?Lady Laura?, em 1978, Roberto chorou no estúdio e a música foi repetida várias vezes. A mãe nunca abandonou o filho desde o dia em que Roberto cantou pela primeira vez no rádio, aos 9 anos, em Cachoeiro de Itapemirim, no Espírito Santo.

Roberto também homenageou a mãe em seus iates. No início dos anos 80, após o lançamento da música, o cantor batizou sua embarcação de Lady Laura.

Fonte: g1, www.g1.com.br