Rótulos deverão indicar presença de alergênicos a partir de hoje

Indústria teve um ano para se adequar à medida

A partir de hoje (3), embalagens de comidas e bebidas terão de trazer informações sobre a presença de substâncias que comumente causam alergias. A medida atende a uma resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), aprovada em junho do ano passado. O prazo para que a indústria se adequasse à norma foi de um ano.

A iniciativa foi aprovada após intensa mobilização de pais e mães que enfrentam dificuldades em identificar quais alimentos seus filhos podem consumir. As famílias criaram, em 2014, a campanha "Põe no Rótulo", para dar visibilidade à demanda.

 No Brasil, estima-se que de 6% a 8% das crianças com menos de 6 anos de idade sofram de algum tipo de alergia. Na maior parte dos casos, a única forma de evitar o surgimento de sintomas é evitar o consumo dos alimentos.

Em nota, a Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação (ABIA) diz que reconhece como legítimas as demandas do consumidor por informações claras nos rótulos sobre a presença de alergênicos na composição dos produtos.

Apesar de algumas empresas terem antecipado a mudança nas embalagens, um grupo ligado à indústria alimentícia chegou a pedir o adiamento do prazo para início da vigência da nova norma. A Anvisa negou o pedido.

Pela medida, os rótulos deverão informar a existência de dezessete substâncias: trigo (centeio, cevada, aveia e suas estirpes hibridizadas), crustáceos, ovos, peixes, amendoim, soja, leite de todos os mamíferos, amêndoa, avelã, castanha de caju, castanha do Pará, macadâmia, nozes, pecã, pistaches, pinoli, castanhas, além de látex natural.



Fonte: Com informações da Agência Brasil