Salve Rainha retoma atividades na Praça Ocílio Lago

Com estrutura danificada e subutilizada, muitos já tentaram e ainda tentam recuperar a alma do que aquilo foi outrora. A exemplo do Salve Rainha, que retomará as atividades que já iniciou no local.

CONFIRA A REPORTAGEM COMPLETA NA EDIÇÃO DESTA QUINTA-FEIRA (02) DO JORNAL MEIO NORTE

A Praça Ocílio Lago, localizada na zona Leste de Teresina, já foi bem mais do que o prédio abandonado de hoje em dia. Com estrutura danificada e subutilizada, muitos já tentaram e ainda tentam recuperar a alma do que aquilo foi outrora. A exemplo do Salve Rainha, que retomará as atividades que já iniciou no local.

O Salve Rainha é um projeto desenvolvido por um coletivo de artistas, militantes da causa cultural e interessados por arte. Com o objetivo de revitalizar espaços públicos de Teresina com entretenimento gratuito e de fácil acesso, o projeto já está em sua quarta temporada, com sucesso de público e crítica.

Para se ter ideia da dimensão do trabalho realizado pelo pessoal do Salve Rainha, basta olhar para o que já foi feito em tão pouco tempo do projeto. O grupo também já ocupou o Calçadão da Simplício Mendes, a Rua Climatizada, o prédio da antiga Câmara Municipal de Teresina e o Teatro do Boi.

"O objetivo do Salve Rainha é ser uma ferramenta, uma tecnologia social, de valorização do patrimônio cultural de Teresina. Somos estudantes, acadêmicos, e desenvolvemos pesquisas com a finalidade de criar soluções para espaços esquecidos com ações coletivas e plurais, que visam criar uma memória coletivo", afirma Júnior Araújo, jornalista e idealizador do projeto.

Como a última temporada do projeto aconteceu no prédio da antiga Câmara de Vereadores, onde brevemente será instalado o Museu da Imagem e do Som do Piauí (MIS-PI) e Pinacoteca, a próxima temporada retornou à Praça Ocílio Lago, zona Leste de Teresina, a convite da Prefeitura Municipal de Teresina. "O espaço foi desapropriado e desocupado, porque lá tinha uma ocupação anarco-punk e outra série de irregularidades. Então, a convite da prefeitura e com apoio da SDU/Leste, SEMEST e SEMJUV estão mobilizando essa nossa ação, com uma reforma emergencial do prédio", declara o jornalista.

Repórter: Lucrécio Arrais

Fonte: Lucrécio Arrais