Saúde vai implantar 20 novos leitos para atenção psicossocial

Atualmente só o Hospital Areolino de Abreu conta com 130 leitos

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) vai implantar 20 leitos para o atendimento psicossocial, tanto para retaguarda como para urgência. Atualmente, somente o Hospital Areolino de Abreu, que conta com 130 leitos, realiza esse atendimento na rede pública, atendendo aos usuários do Piauí.

Serão oito leitos no Hospital Getúlio Vargas (HGV), em Teresina, seis no Hospital Regional Justino Luz, em Picos, e seis em hospital da rede privada e conveniado ao Sistema Único de Saúde(SUS), em Parnaíba.  Serão investidos R$ 80 mil para adequação da estrutura física dos hospitais e aquisição de material.

“Esses hospitais pactuaram a implantação dos leitos, que são os já existentes e que serão adequados para a atenção psicossocial, cujos recursos estão disponíveis”, explica a gerente de Saúde Mental da Sesapi, Gisele Martins. De acordo com ela, a ampliação dos leitos segue recomendação à lei 10.216/01, da Reforma Psiquiátrica, em que um hospital geral deve disponibilizar até 15% dos leitos para a atenção psicossocial.

No projeto de implantação desses leitos, também será feita a capacitação de profissionais. “A capacitação será em urgência e emergência psiquiátrica, para médicos clínicos e enfermeiros, assim como os técnicos, para atenção e acolhimento a esses pacientes, conforme os protocolos e diretrizes do Ministério da Saúde”, diz Gisele, ao ressaltar que os médicos psiquiátricos que atuam nos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) serão as referências no atendimento.

Pelo fluxo de atendimento, o hospital será porta de entrada, onde o paciente é acolhido e estabilizado por um médico clínico, psicólogo e assistente social. Em seguida, o paciente é encaminhado ao CAPS para dar continuidade ao tratamento.

Fonte: Assessoria