SDR debate melhoria da energia elétrica para produtores rurais

Os produtores das cinco câmaras e o presidente da Eletrobras

A Secretaria do Desenvolvimento Rural (SDR), realizou nesta quarta-feira (16), no auditório da secretaria, a primeira reunião conjunta entre os representantes das cinco câmaras setoriais (leite e derivados, avicultura, cajucultura, fruticultura e piscicultura) e representantes de associações, produtores, Embrapa, Codevasf e Eletrobras. O tema em discussão foi a qualidade no fornecimento da energia, altos custos e manutenção dos serviços prestados pela empresa, que podem comprometer as atividades aos produtivas do estado.

O presidente da Eletrobras no Piauí, Antônio Pereira; os superintendentes do Agronegócio, Filemon Nogueira; da Agricultura Familiar, Adalberto Pereira e a diretora de Articulação Comunitária e presidente da Câmaras, Liz Medeiros, participaram do encontro que, inicialmente, ouviu questões levantadas pelos produtores dificuldades e necessidades emergenciais relacionadas à assistência elétrica.

O representante da Câmara Setorial do Leite, Antônio Carneiro disse que o debate sobre a assistência energética foi muito promissor: “Nós trabalhamos no setor privado com material perecível e precisamos muito de energia de qualidade. Solicitamos que a empresa dê prioridade às nossas reivindicações para que possamos melhorar a nossa produção”, justificou.

O articulador das câmaras setoriais do Governo, Segio Vilela, afirmou que a situação para produtores tanto do pequeno ,como do médio e grande porte no que se refere aos problemas relacionados à assistência da energia elétrica é crítica: “ por isso as câmaras foram criadas, elas têm o papel de criar um ambiente de negociação e buscar soluções, tentar baixar custo e melhorar a qualidade e a produtividade em cada setor” concluiu

O presidente da Eletrobras, Antônio Pereira destacou entre as propostas apresentadas e que já poderão ser viabilizadas se referem a criação de um canal direto com os representantes das câmaras. “A prioridade será para as reclamações e também para dar as orientações necessárias, envolvendo os incentivos que a lei federal proporciona, como o desconto em até70% nas contas para o horário de 21h às 3 da manhã”, declarou. Ele também citou como proposta um encontro como governado Wellington Dias para estudar a possibilidade da implantação do Programa Luz Produtivo para o Piauí.

A coordenadora da reunião, Liz Medeiros, também destacou que, como resultado do debate, a Eletrobras saiu da reunião com o compromisso de definir outro canal para atender com mais rapidez e segurança às demandas deste setor. “Todos saímos daqui mais animados com a proposta e o compromisso de atendimento individualizado, já que a falta de energia - seja por problemas na rede, transformadores ou por falta de manutenção - demora muito a ser solucionada”, concluiu.

Fonte: Com informações do Portal do Governo