SDU faz recuperação da pavimentação na zona Sudeste de Teresina

As melhorias estão atendendo a solicitações de moradores de bairros da região, e recentemente foram realizados trabalhos no Residencial Firmino Filho, Loteamento Manoel Evangelista, Loteamento Cidade

A zona Sudeste de Teresina está recebendo melhorias na estrutura das vias da região. A recuperação inclui pavimentação, drenagens, passeios, canteiros centrais e obras de contenção, que são algumas das demandas que estão sendo realizadas pelas zonais da Superintendência de Desenvolvimento Urbano daquela área.

As melhorias estão atendendo a solicitações de moradores de bairros da região, e recentemente foram realizados trabalhos no Residencial Firmino Filho, Loteamento Manoel Evangelista, Loteamento Cidade Verde e Dirceu II.

Agora, as equipes de engenharia estão agindo na Avenida Noé Mendes (das Hortas), Curva São Paulo e Deus Quer. Além destas melhorias, outras estão previstas no cronograma de atividades. O gerente de Obras da SDU/Sudeste explica como funcionam os encaminhamentos para obras. “Em cada zonal tem uma empresa responsável em reparar problemas.

Atendemos sempre as prioridades”, explica Marcos Rogério Ribeiro.
A SDU/Sudeste esclarece que a população pode apresentar demandas. “A população deve relatar os problemas e as equipes técnicas vão analisar a questão e acionar a empresa responsável”, recomenda Marcos Rogério.

Buraco denunciado pelo Meio Norte foi recuperado

A reportagem do Jornal Meio Norte denunciou, na última matéria especial da zona Sudeste, publicada na segunda- feira (16), a existência de um grande buraco na rua que dá acesso à Quadra 283, através da Avenida Noé Mendes, que foi reparado.

O conserto realizado faz parte da série de intervenções realizadas para beneficiar a zona Sudeste de Teresina. O Jornal Meio Norte também denunciou a situação precária dos calçamentos dos bairros Dirceu I e II. Mas, ao contrário do buraco da Q. 283, não foram reparados.

A população é quem mais reclama pela situação. "Eles só consertam quando tá mesmo em petição de miséria. Graças a Deus tamparam o buraco, mas o calçamento continua péssimo. Parece que jogaram as pedras de avião, estão todas soltas", afirma Leonice Castro, moradora da região.

Fonte: Lucrécio Arrais