Secretaria de Justiça apresenta projeto de ressocialização no Piauí

O estopim do projeto se deu na Penitenciária Irmão Guido

Visando colaborar na ressocialização dos internos das unidades prisionais do Estado por intermédio da leitura, o secretário de Justiça, Daniel Oliveira, apresentou o projeto 'Leitura Livre' no último sábado (6) no Salão do Livro do Piauí (Salipi).


Image title

Na ocasião, o gestor verbalizou os principais benefícios da proposição para o sistema penitenciário local, abrangendo os esforços do Executivo na melhoria da área, indicando para a meta de fornecer uma opção a mais para os detentos, am-pliando os horizontes, de modo que eles possam ser afastados da criminalidade. "Nosso plano é ampliar esse projeto para todas as unidades prisionais do Estado e abrir, por meio da leitura, novos horizontes para os internos", disse.

O estopim do projeto se deu na Penitenciária Irmão Guido, onde a psicóloga Vanessa Moura percebeu os benefícios que o hábito da leitura trazia aos presos, desse modo, sua implantação foi contemplada ainda no último mês de março, com resultados positivos até o momento.

"Apenas privar uma pessoa da liberdade não vai garantir que ela saia da prisão melhor. Depois que os detentos começaram a ler, percebemos que eles ampliaram sua visão de mundo e o ambiente na penitenciária melhorou", afirmou.

Cabe ressaltar que um dos focos do projeto Leitura Livre está direcionado na remição da pena. Além dos benefícios que a leitura possibilita, a aprovação das resenhas por uma banca avaliadora, formada por membros da Secretaria de Educação, garantirá a remição de quatro dias na pena do interno.

"Os detentos ficam com um livro durante 30 dias e no final produzem uma resenha. Depois disso, eles participam de uma roda de conversas para discutir sobre o que foi lido, aprendido", ressaltou Moura.


Fonte: Francy Teixeira