Secretaria de Justiça articula vagas de trabalho para detentos

O Secretáio de Justiça reuniu os reeducandos na Major Cesar

O secretário estadual de Justiça, Daniel Oliveira, visitou, no último sábado (16), a Colônia Agrícola Penal Major Cesar Oliveira. Na ocasião, o secretário se reuniu com todos os reeducandos que trabalham ou estudam, para ouvi-los sobre suas experiências no universo acadêmico e no mercado de trabalho.

 O encontro aconteceu na Capela da Colônia Agrícola Major César, com a participação da equipe técnica da Secretaria Estadual de Justiça. Durante a conversa, o reeducando Ulisses Melo, que trabalha e cursa Direito, destacou que essa é a chance para que a sociedade possa confiar nos detentos que se encontram em processo de recuperação.

 “Já alcancei muitas conquistas, a principal delas foi concluir o Ensino Médio e entrar para universidade. O trabalho como consultor de vendas em uma empresa também me proporciona outras conquistas, como a carteira da habilitação que tirei recentemente”, destaca Ulisses Melo.

 A mesma experiência relatada por Ulisses Melo é compartilhada por mais quatro reeducandos que cursam o Ensino Superior. O diretor da Colônia Agrícola Major César, Márcio França, explica que atualmente 60 alunos estão matriculados para aulas no módulo de ensino da penitenciária e outros 52 trabalham em construtoras e empresas parceiras da Secretaria de Justiça.

 É a rotina de José Roberto de Sousa, 35 anos, trabalhador de uma empresa de construção civil há três meses. A conquista do emprego é motivo de orgulho para o reeducando. “É possível ser restaurado, pois, somos humanos. Nós sentimos o cuidado da Secretaria de Justiça para que nós tenhamos a chance de trabalhar e estudar. Isso é muito importante, pois representa uma nova chance para nossas vidas”, avalia.

 Para o secretário estadual de Justiça Daniel Oliveira, a educação e o trabalho são as chaves para a humanização do sistema penitenciário. “Nos próximos dias, novas 15 vagas para o mercado de trabalho serão abertas para os reeducandos. O módulo de ensino da Colônia Agrícola Major César também será reaberto para estimular o conhecimento e preparar os reeducandos para as oportunidades que surgirem”, reforça.

 O vereador Tiago Vasconcelos, que participou da reunião a convite do secretário Daniel Oliveira, ressalta que a educação é o principal caminho para efetivar a ressocialização. O parlamentar aponta que as penitenciárias, em sua maioria, estão sediadas na capital e, por isso, a Câmara Municipal de Teresina precisa contribuir para o processo de ressocialização.

 “Investir na educação e na formação profissionalizante são instrumentos essenciais para a ressocialização. Conhecendo essa realidade através dos depoimentos dos reeducandos, vamos estimular os demais vereadores da capital para contribuir, propondo oferta de cursos através da Fundação Wall Ferraz”, ressalta Tiago Vasconcelos.

 Reformas

 Foram autorizadas reformas na área externa da Colônia Agrícola Penal Major César Oliveira. As obras contemplarão,reparos nas cercas de segurança e nas salas onde serão ofertados cursos profissionalizantes. As salas do módulo de ensino também serão reformadas e passarão a ser utilizadas nos próximos dias.

Fonte: Portal Meio Norte