Secretaria de Saúde confirma continuidade do Mais Médicos no Piauí

Haverá só reposição de profissionais que atendem nos municípios

O Programa Mais Médicos, criado em 2013 pelo governo da presidente Dilma Rousseff,  é uma ação do governo federal, com apoio de estados e municípios, que promove a melhoria do atendimento aos usuários das Unidades Básicas de Saúde (UBS) e leva mais médicos para regiões onde há escassez ou ausência desses profissionais. Assim, o programa busca resolver a questão emergencial do atendimento básico ao cidadão, mas também cria condições para continuar a garantir um atendimento qualificado no futuro para aqueles que acessam cotidianamente o SUS.

No Piauí, são 362 médicos atuando pelo programa, em 141 municípios piauienses, 240 deles são de origem cubana. Os profissionais que completaram os três anos de contrato, previstos no acordo feito pela Organização Panamericana de Saúde (Opas) e Ministério da Saúde, deverão entregar seus postos em novembro e serão substituídos.

Programa Mais Médicos está garantido no Piauí
Programa Mais Médicos está garantido no Piauí

Segundo a coordenadora da Comissão Estadual do Programa Mais Médicos e Programa de Valorização do Profissional da Atenção Básica (Provab), Idvani Braga, “a decisão é que os médicos que estão no Brasil retornarão para Cuba ao fim do seu contrato e outros médicos virão para substituí-los. Os médicos do Programa Mais Médicos melhoram, no interior do Piauí, a cobertura do programa de pré-natal e da puericultura, evitando que muitos pacientes fossem transferidos para atendimento médico, além de acompanhamento intensivo a idosos e hipertensos”.

Dessa forma, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) confirma a continuidade do Programa no Piauí. O acordo continua, tendo apenas uma reposição de profissionais que atendem nos municípios do estado. Os gestores municipais já estão sendo informados pelo Ministério da Saúde dessa reposição.

Fonte: Ccom