Secretaria de Saúde investiga os casos de viroses no Piauí

A sorologia será colhida no Laboratório Central de Saúde Pública do Piauí (Lacen/PI),

Devido ao relato de inúmeros casos de viroses no estado, cujos sintomas são desde febre, coceira, manchas avermelhadas pelo corpo, inchaço da face e articulações, conjuntivite, náuseas e vômitos, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) irá realizar um levantamento epidemiológico para identificar que tipo de virose tem acometido a população piauiense. Esses relatos também são registrados nos demais estados da região Nordeste.

O diretor da Unidade de Vigilância e Atenção à Saúde (Duvas), Herlon Guimarães, esclarece que o inquérito será realizado “sob a orientação do Ministério da Saúde, sendo um estudo que deverá ser feito com a coleta de sangue para identificar três doenças, primeiramente, dengue, sarampo e rubéola. Não sendo identificada nenhuma dessas doenças, utilizaremos a própria amostra, que será colhida numa quantidade suficiente, para que possam ser avaliadas ainda como parvovírus, arbovírus e febre chikungunya”.

A sorologia será colhida no Laboratório Central de Saúde Pública do Piauí (Lacen/PI), para a suspeita de dengue, sarampo e rubéola. Havendo suspeita clínica de chikungunya, parvovirose e arbovírus, os exames serão encaminhados para o laboratório de referência nacional, o Instituto de Pesquisa Evandro Chagas, em Belém/PA. O Instituto é referência no país para sorologia da febre chikungunya e atende as demandas de todos os estados.

O Piauí não registrou nenhum caso confirmado de febre chikungunya. O Ministério da Saúde também vai realizar inquérito epidemiológico, voltado, principalmente, para três estados: Paraíba, Maranhão e Rio Grande do Norte.

Esta ação será coordenada pelo Governo do Piauí, por meio da Secretaria da Saúde, com o apoio da Fundação Municipal de Saúde de Teresina (FMS), Núcleos de Vigilância Hospitalar, Lacen e Instituto de Doenças Tropicais Natan Portela.

Fonte: Assessoria