Secretário convoca servidores para avançar em recadastramento

Com mais de 90 mil servidores nos quadros

Iniciado no último mês de junho, o recadastramento dos servidores estaduais começa a preocupar o Governo pela adesão abaixo do esperado, o processo acalentado como um passo importante para o desenvolvimento do sistema de gerenciamento de pessoal do Piauí abarcou até o momento pouco mais de 10 mil servidores, como indicou o secretário de Administração e Previdência, Franzé Silva.

A relevância da ação se dá pela atualização nos dados, iniciativa que há cerca de uma década não é concretizada.

Image title

Com mais de 90 mil servidores nos quadros, o temor versa para o congestionamento no sistema, a não realização do recadastramento poderá refletir na suspensão do contracheque. “Pouco mais de 10 mil servidores fizeram até agora, isso nos causa preocupação, pois historicamente é o que acontece com esse trabalho, esse cadastro é feito pela internet e estamos percebendo que está seguindo a mesma curva que eles fazem em relação ao Imposto de Renda”, afirmou.

De acordo com o gestor, a partir de segunda-feira (20) será realizado um trabalho in loco para acelerar o processo.

Desse modo, a identificação de profissionais que estejam em situação irregular também é prospectada, iniciativa que poderá demandar na redução da folha. Nisso, a experiência constatada em outros entes federativos aponta para índices de até 5%.

“Historicamente acompanhando a realidade das unidades da Federação que realizaram esse trabalho, nós temos nos deparado com um percentual de redução que gira de 3% a 5% da folha, essa expectativa é ampliada na base de dados, não significa que seja a nossa realidade, mas acredito que vamos ter a organização desses dois setores para dar uma melhor clareza no pagamento e nos dar segurança no gerenciamento de pessoal”, explicitou.

Fonte: Francy Teixeira - Jornal MN