Secretário pede agilidade em demandas de saúde de alta complexidade

O CNRAC é um sistema que controla a regulação de procedimentos

O secretário de Estado da Saúde, Francisco Costa, esteve com técnicos do Ministério da Saúde, em Brasília, para tratar sobre a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Oeiras e São Raimundo Nonato e ainda sobre a demanda de cirurgias de alta complexidade.

Para a UPA de Oeiras, Costa solicitou agilidade no processo de liberação para reduzir o porte de II para I, assim como a habilitação do SAMU para o município de Cajazeiras.

Outra pauta foi sobre a demanda de pacientes para realizar procedimentos de alta complexidade, cuja regulação é feita pelo Ministério, por meio da Central Nacional de Regulação em Alta Complexidade (CNRAC). Os procedimentos mais demandados são cirurgias especializadas nas áreas de cardiologia e neurologia, que deverão ser realizadas fora do Estado.

“Esse é um debate que já vemos tendo, inclusive em reuniões com demais secretários de Saúde do país. Com essa reunião, ficou agendada para 10 de março uma reunião com a Diretoria do CNRAC, para que nosso pleito, as nossas demandas do Piauí sejam dadas agilidade”, explica Costa.

O CNRAC é um sistema que controla a regulação de procedimentos da alta complexidade no âmbito interestadual, a fim de garantir o acesso à população de estados com oferta de serviços ausentes ou insuficientes. Permite o dimensionamento do fluxo migratório de pacientes entre Unidades Federativas.

Fonte: Com informações do Portal do Governo