Seduc forma 400 profissionais em cursos de educação especial

Mais três turmas serão abertas no segundo semestre

Com o intuito de proporcionar a formação continuada dos professores da rede pública estadual, bem como de proporcionar qualificação às pessoas com necessidades especiais, a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) oferta cursos de qualificação continuamente em seus centros. Só no primeiro semestre de 2016, mais de 400 pessoas foram qualificadas em diversos cursos.

De acordo com a gerente de Educação Especial, Eleonora Sá, o público alvo é formado por profissionais que atuam em centros como CIES, CAP, Centro de Habilitação Ana Cordeiro, Centro de Estimulação, CAS, NAAHs e nas salas de recursos multifuncionais, nas escolas da rede estadual de educação. Os cursos também são abertos à comunidade, de forma gratuita

"Além de promover a inclusão na prática, a Seduc também dá a oportunidade de pessoas com deficiência terem acesso ao mercado de trabalho. A exemplo disso o curso de instrutores de surdos, ofertado pelo CAS, que teve quase todos seus os formados com emprego garantido”, revela a gerente.

Oportunidades
No Núcleo de Atividades de Altas Habilidades/Superdotação (NAAH/S) são ofertados cursos gratuitos nas áreas de Artes Visuais, Língua Portuguesa e Matemática durante todo o ano. Em 2016 já foram ofertadas 40 vagas no primeiro semestre e mais 40 serão disponibilizadas no segundo.

Além dos curós, o NAAH/S realiza a identificação e o atendimento a alunos com indicadores de Altas Habilidades/Superdotação (AH/SD); formação continuada para professores e apoio às famílias de alunos com AH/SD.

No Centro de Atendimento às pessoas Surdas (CAS) a novidade para este semestre é a oferta do curso "Libras Avançado". Também são ofertados cursos como Iniciação à Língua Brasileira de Sinais (Libras), Libras Intermediárias (II), Prática de Libras, Libras-Voz, Libras Kids, Curso de Letramento para o Ensino de Surdos para Professores, Curso de Formação de Tradutor/Intérprete de Libras e Curso de Português como L2 para Surdos.

A diretora do centro, Raquel Andrade, conta que o objetivo dos cursos são capacitar educadores, surdos e comunidade em geral. "Estes são nosso público-alvo. Formamos mais de 300 pessoas no primeiro semestre e agora em agosto começamos as novas turmas. Esperamos cerca de 350 novos estudantes", afirma.

Já no Centro de Apoio Pedagógico a Pessoa com Deficiência Visual (CAP) foram ofertados cursos de braile e Atividade de Vida Autônoma (AVA). Lá duas turmas contemplaram 60 pessoas. Mais três turmas serão abertas no segundo semestre. 

Mais informações:
CAS – (86) 3216-3202
CAP – 3216-3276
CES– 3216-6576
CIES– 3215-4758
CHAna Cordeiro– 3216-3307
NAAHs– 3216-2627

Fonte: Com informações do Portal do Governo