Semente poderosa: conheça os benefícios da linhaça para a saúde

A linhaça contém propriedades funcionais que melhoram o trânsito intestinal, aumentam as defesas do corpo e reduz o ritmo de envelhecimento

Semente escura, pequena e parecida com a semente de maçã. É assim a linhaça, uma semente poderosa com propriedades funcionais que melhoram o trânsito intestinal, aumentam as defesas do corpo, reduz o ritmo de envelhecimento celular e as taxas de colesterol. A semente de linhaça pertence a família Linácea e é de origem asiática. Existem dois tipos: a linhaça dourada e a marrom que podem ser encontradas em supermercados, farmácias e lojas de produtos naturais em forma de sementes, cápsulas e óleos.

?A linhaça é um alimento funcional que deve ser inserido na dieta de qualquer pessoa. É rica em Ômega 3 que confere propriedades anti-oxidantes combatendo o envelhecimento e melhorando a pele, por exemplo. Ela também possui fibras que ajudam na eliminação de toxinas e a regulação do intestino?, explica a nutricionista Honorina Paes Landim. Além de fonte dos ácidos graxos Ômega 3 e Ômega 6, a linhaça é rica em minerais, vitaminas e fibras, além de um composto chamado lignana.

A semente de linhaça é a mais rica fonte de Ômega 3 existente na natureza. Os ácidos graxos são gorduras poliinsaturadas que garantem o bom funcionamento do organismo. Sua ingestão serve para diminuir os níveis de triglicerídeos e atuam na redução do LDL, o mau colesterol, responsável por estragos nas artérias. Os ácidos graxos também são aliados no combate a alergias, em processos inflamatórios, previnem doenças cardiovasculares, ajudam na construção de moléculas de hemoglobina (que carregam o oxigênio pelo sangue) e auxiliam a renovação celular.

Vitaminas e minerais compõem a semente de linhaça como as vitaminas A, E, B1, B6, B12, e os minerais potássio, sódio, magnésio, fósforo, ferro, cobre, zinco, manganês e selênio. Cada uma dessas vitaminas e minerais tem funções importantes no organismo humano. Exemplo é a vitamina E, que contribui para o funcionamento celular e, desse modo, combate o envelhecimento precoce e as doenças degenerativas.

As fibras e a substância chamada lignana são outros elementos presentes na linhaça. As fibras regulam o intestino aliviando o trânsito intestinal. Também ajudam a normalizar os índices de colesterol e glicose sanguínea e previnem o câncer de cólon. Numa colher de sopa de semente de linhaça contém 4,3g de fibras. A lignana tem sido objeto de pesquisa recente pelos cientistas e oferece proteção contra doenças sensíveis aos hormônios sexuais, como o câncer de mama, endométrio e da próstata (no caso do homem) e problemas do cólon, além de ajudar a diminuir os sintomas da menopausa.

Fonte: Rodolfo Ribeiro