Shaolin está totalmente consciente", revela cunhado

Julgamento de motorista acusado de causar acidente está em etapa final.



Após mais de um ano e meio do acidente que deixou em coma o humorista paraibano Francisco Jozenilton Veloso, o Shaolin, a família revelou em entrevista que o artista tem avançado significativamente no tratamento e que reconheceu algumas pessoas. A informação veio depois que Shaolin foi submetido a testes com um equipamento importado que identifica respostas através dos olhos.

De acordo com a neuropsicóloga Morgana Andrade, que acompanha o tratamento desde que o artista recebeu alta e foi levado para casa em junho de 2011, ele tem melhorado significativamente. "No início ele tinha respostas mínimas, trabalhávamos muito pouco tempo e agora conseguimos estender mais o tempo da terapia", disse.

Ainda segundo ela, os médicos descartaram a hipótese de que ele estivesse em um estado de coma vigil, em que há reações como piscar os olhos, chorar ou sorrir, mas que são involuntárias. Os médicos passaram a acreditar que as ações dele são propositais depois que ele passou por testes com o equipamento e esboçou respostas com o olhar a rápidas perguntas feitas pelos familiares.

Os testes foram feitos na segunda-feira (3) na casa de Shaolin. A máquina, de tecnologia sueca, consegue obter respostas através dos movimentos dos olhos do paciente quando ele é submetido com pequenos estímulos. No caso do artista, os estímulos foram pequenas perguntas em que o equipamento captava uma confirmação ou uma negativa, ou seja, ele respondia apenas se sim ou se não.

O cunhado de Shaolin, Ricardo Santos, disse que a maioria das questões era indagando o humorista se ele reconhecia ou não as pessoas. "Ele deu mostras de que está totalmente consciente e conheceu todas as pessoas que estavam no quarto, inclusive gente que ele não via desde antes do acidente", disse. Segundo ele, o equipamento foi apenas testado e os médicos paraibanos vão passar a utilizá-lo depois que fizerem alguns estudos.

Apesar disso, a esposa de Shaolin, Laudiceia Veloso, disse já estar ansiosa para se comunicar todos os dias com o marido, mesmo que limitadamente através do aparelho. "Foi emocionante! Há muito tempo a gente espera uma resposta dele de alguma forma. Até o momento não tínhamos uma resposta concreta, mas a partir da máquina conseguimos. Ela vai demonstrar como e até onde o nível de consciência dele está aumentando. Vai ficar muito mais fácil de se comunicar" relatou.

Ricardo disse que os médicos explicaram à família que Shaolin tenta se comunicar, mas não consegue se expressar. "A comunicação através da máquina é muito sutil. Quanto ao avanço no tratamento é preciso esperar para saber se ele vai continuar assim, se vai melhorar, se vai ficar com sequelas. É preciso esperar", disse.

Fonte: G1