Siamesas da BA passam por cirurgia de separação em hospital em GO

Irmãs são unidas pelo tórax e abdômen e compartilham membrana

As gêmeas siamesas baianas Júlia e Fernanda Neves, de 5 meses, passam por uma cirurgia de separação nesta quarta-feira (13), no Hospital Materno Infantil (HMI), em Goiânia. Unidas pelo tórax e abdômen, elas compartilham o fígado e uma membrana do coração.

Gêmeas siamesas  (Crédito: Reprodução)
Gêmeas siamesas (Crédito: Reprodução)

Cerca de 15 profissionais, entre cirurgiões pediátricos, anestesistas, ortopedistas, médicos intensivistas, cirurgiões plásticos, cirurgiões vasculares, pediatras, enfermeiros, cardiologista, entre outros, estão envolvidos.

As siamesas nasceram em Itamaraju, no interior da Bahia. Por conta da condição delas, os pais, Valdenir Neves e Lindalva Nascimento de Jesus, decidiram seguir para a capital goiana, em agosto do ano passado, para obter a cirurgia de separação. Desde então, elas aguardavam na Casa do Interior e, na última segunda-feira (11), as meninas foram internadas no HMI para iniciar o preparo.

Segundo o pai, decidir pela separação não foi fácil. "A gente ficava pensando, a mãe não queria no começo, mas é o jeito fazer. Então espero que dê tudo certo e Deus nos ajude", disse Valdenir.

O cirurgião Zacharias Calil, responsável pela cirurgia, destacou que as gêmeas precisavam passar pelo procedimento o quanto antes. “Elas compartilham o fígado e, por causa disso, a bebê maior [Fernanda] está absorvendo os nutrientes da outra [Júlia], que é menor e acaba não atingindo um peso ideal”, afirmou.


Fonte: Com informações do G1